Mustang de luto: Lee Iacocca morre aos 94 anos

Mustang de luto: Lee Iacocca morre aos 94 anos

O pai do esportivo nos deixou por complicações do Parkinson

É com grande tristeza que informamos a morte de Lee Iacocca, causada por complicações do Parkinson, de acordo com sua filha Lia Iacocca Assad. Nascido na Pensilvânia, o executivo da indústria automotiva americana morreu aos 94 anos em sua casa em Bel Air, Califórnia. Ficou famoso na história como o homem por trás do Ford Mustang, que se tornou um imenso sucesso comercial com baixo custo de desenvolvimento. 

Ford Mustang Electric por Charge Cars

Depois de uma campanha intensa de marketing no final dos anos 1950, como a "56 para 56", seguido pelo sucesso do Mustang nos anos 1960, mas também do desastroso Pinto no começo dos anos 1970, ele foi para a Chrysler, onde colocou em ação um plano para salvar a companhia de uma hemorragia de dinheiro. Originalmente recusada pela Ford, sua ideia do projeto "Mini-Max" começou em 1983 com o lançamento da Dodge Caravan e do Plymouth Voyager. Coincidentemente, faz apenas alguns dias que a Chrysler anunciou o plano de aposentar o nome Voyager da Pacifica de entrada. 

Galeria: Ford Mustang Iacocca 45th Anniversary Edition 2009

Graças ao sucesso de todo o projeto com a linha K e as reformas implementadas para redução drástica de custos, a Chrysler voltou a dar lucro e conseguiu pagar os empréstimos que o governo fez antes do planejado. Falando na plataforma K, ela representou um grande começo para a adoção da tração dianteira na marca com motor transversal, além da suspensão dianteira independente e traseira semi-independente. Entre os modelos relevantes estão o Dodge Aries, Crysler LeBaron, Dodge 400 e o Plymouth Reliant - que teve mais de duas milhões de unidades vendidas até o seu final em 1989. 

A Fiat Chrysler Automobiles divulgou um comunicado lamentando a morte de Lee Iacocca, dizendo "ele foi um dos grandes líderes de nossa empresa e da indústria automotiva como um todo. Também desempenhou um trabalho profundo e incansável como homem de negócios e filantropo". 

Enquanto estava na Chrysler, Lee Iacocca esteve diretamente envolvido no desenvolvimento da marca Jeep, mas também da Lamborghini e outras marcas. No fim de 1992, ele se aposentou como CEO e presidente da Chrysler. 

Fotos: divulgação

Ocultar press releaseMostrar press release

FCA Statement Regarding the Passing of Lee Iacocca

July 2, 2019 , Auburn Hills, Mich. - The Company is saddened by the news of Lee Iacocca's passing. He played a historic role in steering Chrysler through crisis and making it a true competitive force. He was one of the great leaders of our company and the auto industry as a whole. He also played a profound and tireless role on the national stage as a business statesman and philanthropist.

Lee gave us a mindset that still drives us today – one that is characterized by hard work, dedication and grit. We are committed to ensuring that Chrysler, now FCA, is such a company, an example of commitment and respect, known for excellence as well as for its contribution to society. His legacy is the resiliency and unshakeable faith in the future that live on in the men and women of FCA who strive every day to live up to the high standards he set.
Brasil
Nossas edições internacionais