Superesportivos aceleram de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos e alcançam 341 km/h de máxima

Depois de trazer ao Brasil os modelos 570S Spider em 2018 e 600LT em 2019, a McLaren (através da importadora oficial Eurobike) anuncia nesta semana a estreia de mais dois supercarros no mercado nacional: o 600LT Spider e 720S Spider. Apresentados na Europa há pouco menos de um ano, ambos chegam por aqui como opção alternativa às respectivas versões de teto rígido, mantendo estritamente os mesmos atributos mecânicos e de desempenho. No caso 600LT Spider, equipado com motor 3.8 V8 de 600 cv e 63,2 kgfm, o preço sugerido é de R$ 3,25 milhões, enquanto o 720S Spider (motor 4.0 V8 Twinturbo de 720 cv e 78,5 kgfm de torque) custa R$ 3,45 milhões. Os valores podem sofrer variações conforme o nível de personalização.

Galeria: McLaren 720S Spider 2019

O 600LT Spider se destaca pela oferta do teto rígido retrátil de três peças, que pode ser aberto ou fechado a velocidades de até 40 km/h. O modelo recebeu uma série de reforços estruturais para compensar a ausência do teto, mas ainda assim pesa apenas 50 kg a mais que a versão fechada, totalizando 1.297 kg. No visual, as características saídas de escapamento chamam atenção, principal por sairem da tampa do motor, do alto, e não da base dos para-choques. Dados de fábrica indicam aceleração de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos e velocidade máxima de 315 km/h com a capota aberta. Quando fechada, é possível alcançar 324 km/h – apenas 4 km/h a menos que o 600LT.
McLaren 600LT Spider e 720S Spider (Brasil)
Considerado o conversível mais rápido e eficaz já desenvolvido pela marca, o 720S Spider é descrito como capaz de “combinar a emoção de andar ar livre com a performance, dinâmica e sofisticação sem paralelo da gama SuperSeries”. Ne mecânica, o motor V8 4.0 Twinturbo rende 720cv e 78,5 kgfm de toque, vindo sempre ligado ao câmbio automatizado de 7 marchas (o mesmo do 600LT Spider). Além da aceleração de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos, a ficha técnica aponta 0 a 200 km/h em 7,9 segundos e máxima de 325 km/h com a capota aberta. Com a peça fechada, é possível chegar aos 341 km/h. Na comparação com o 720S Coupé, o Spider pesa apenas 49 kg a mais (total de 1.332 kg) e não precisou de reforços estruturais apesar do novo estilo de carroceria.
Fonte: McLaren
Fotos: Nicolas Tavares