Como no Brasil, veículos novos passam por teste e exibem informações de consumo e emissões

Desde 2008 que os brasileiros conhecem a etiqueta veicular. Com testes padronizados pelo Inmetro, todos os veículos novos a venda no Brasil precisam mostrar em uma etiqueta no vidro dianteiro os números de consumo urbano, rodoviário e emissões, além de uma classificação geral e em categoria. A Argentina seguirá o exemplo e terá algo semelhante. 

O primeiro modelo a ter a etiqueta será o Chevrolet Spin 2020. A certificação é feita pelo Instituto Argentino de Normalización y Certificación (IRAM) e, diferente do Brasil, não o classifica por nota nem em geral nem por categorias. A etiqueta mostra o consumo urbano, rodoviário e misto e as emissões no misto, além de dados como potência, transmissão e motor testado. 

Galeria: Chevrolet Spin 2020