Assim como no Brasil, versões convencionais estão fora dos planos

Não é só por aqui que o novo Volkswagen Golf terá sua linha reduzida apenas para a versão esportiva GTI. Nossos colegas do Motor1.com EUA apuraram que a próxima geração do hatch médio será vendida no mercado norte-americano, mas somente nas variantes de alta performance GTI e Golf R. Será o fim da oferta das versões convencionais e também da perua Golf Variant.

Galeria: Volkswagen Golf 2020 - Novos flagras

Durante um evento da Volkswagen na Califórnia, nosso colegas conversaram com um funcionário da marca que confirmou os planos da empresa para o novo Golf. Segundo ele, o hatch convencional e a perua Variant (lá chamada de SportWagen) sairão de linha. A explicação está nas vendas. Em 2018, os modelos GTI e R somados corresponderam a 48% de todas as vendas do Gold.

Outro que sairá de linha por lá é o e-Golf, pois o futuro hatch elétrico I.D. irá ocupar o seu papel no mercado, com tamanho semelhante. O único que ainda não tem destino certo é a variante aventureira Alltrack, que até o momento não tem um sucessor confirmado. O crossover até tem um mercado nos EUA, enfrentando Subaru Crosstrek e Kia Soul, mas como a Variant não irá retornar e ela serve de base para a Alltrack, não há muitas chances de seguir em frente.

A situação é semelhante a que irá acontecer no Brasil. A Volkswagen já encerrou a produção do Golf atual nas versões 1.0 TSI e 1.4 TSI, deixando somente o esportivo GTI, além de interromper a importação da perua Variant do México. Fontes ligadas à marca disseram ao Motor1.com que os hatches médios serão um segmento de nicho, mostrando tecnologias e performance – e isso pode ser traduzido na chegada do novo Golf somente nas versões GTI e a híbrida GTE, esta prometida para o 2º semestre deste ano.