Daimler concordou em criar joint-venture e garantir futuro da marca de sub-compactos

Após uma série de especulações sobre questões como rentabilidade e viabilidade financeira, o grupo Daimler parece finalmente ter encontrado uma saída para assegurar a sobrevivência da marca Smart. Em comunicado oficial, a companhia confirma a criação de uma joint-venture com a chinesa Geely na qual cada empresa controlará a divisão de sub-compactos na proporção 50:50. Com base neste acordo, ambas as companhias definiram que a próxima geração de modelos Smart será projetada pela Mercedes-Benz com participação direta da equipe de engenheira da Geely. A produção futura será concentrada na China e incluirá apenas versões elétricas, tornando a Smart uma marca puramente EV.

Galeria: Smart Forfour 2017

Esta nova geração será lançada em 2022, mas até lá os atuais ForTwo e ForFour não devem mudar. O primeiro seguirá sendo produzido na fábrica de Hambach, na França, enquanto o segundo continuará saindo das linhas de montagem de Novo Mesto, na Eslovénia, de onde também sai o Renault Twing (derivado da mesma plataforma). O que deverá mesmo mudar a partir da referida data será o campo de atuação da Smart. A ideia é ampliar os horizontes comerciais da marca e passar a atuar em novos segmentos, o que implica diretamente no lançamento de novos (e maiores) modelos.

A Geely, vale lembrar, já é dona de 9,7% das ações da Daimler e controla as marcas Volvo, Lotus e Lynk & Co.

Fonte: Daimler