Fãs da marca terão de esperar mais tempo por uma nova geração

Ao contrário do que pensaram alguns fãs da Porsche, a renovação dos esportivos Boxster e Cayman não acontecerá tão rápido como de costume. Nas previsões inicias, muitos apostavam que os modelos seriam substituídos por uma nova geração apenas um ano depois da chegada do novo 911 (ou seja, já no ano que vem), mas tudo indica que a demora será de pelo menos quatro anos. De acordo com o site Road & Track, que conversou com August Achleitner, executivo da marca, o lançamento dos aguardados sucessores acontecerá apenas por volta de 2023.

Galeria: Porsche 718 Boxster T, Cayman T

O atraso está diretamente relacionado à pressão exercida pelas novas leis anti-poluição que em breve entrarão em vigor na Europa. Especialistas preveem que os efeitos desta nova legislação será profundo sobre fabricantes de carros esportivos. "A situação na Europa não é muito amigável porque há uma tendência de mudar esses requisitos de maneira muito rápida e essa mudança não se encaixa de forma alguma nos tempos de desenvolvimento da indústria automotiva", explicou Achleitner.

Apesar disso, a renovação tanto do Boxster quanto do Cayman está assegurada, apenas demandará mais tempo que o previsto. A atual linhagem, lançada em 2012, deverá sobreviver até a substituição com pequenas atualizações e edições especiais. Apesar de considerada já madura, a dupla ainda é tida como uma das melhores opções com motor central do mercado.

Fonte: Road & Track