Versão turbo do motor 1.3 Firefly será usada também no Renegade

Conforme já comentamos em outras ocasiões, este ano não haverá nenhum grande lançamento da FCA no Brasil. Em 2020, no entanto, a lista de atrações será recheada - e vai incluir, além de novos modelos e reestilizações, a aguardada estreia dos motores turbo da empresa.

Pelo que apuramos com fontes ligadas à FCA, estão em desenvolvimento duas versões turbo dos Firefly nacionais, tanto na versão de 3 cilindros e 1.0 litro quanto na de 4 cilindros e 1.3 litro. Além do turbo e da injeção direta, os motores vão receber cabeçote de quatro válvulas por cilindro (são apenas duas nos aspirados). Ambos irão substituir os atuais 1.8 E-Torq e 2.0 Tigershark - e talvez até o 2.4 Tigershark da Toro, pois ele o 2.0 são importados e caros. Já o 2.0 Multijet turbodiesel seguirá sem alterações.  

Fiat Argo 2019
Fiat Cronos Drive 1.8 AT 2019

Argo e Cronos vão trocar o atual 1.8 E-TorQ pelo 1.0 turbo Firefly em 2020, visando torque e economia

Já lançados na Europa, os Firefly turbo rendem 120 cv e 19,4 kgfm de torque na versão 1.0 e 150 cv e 27,6 kgfm na 1.3, respectivamente. Por aqui, esses números podem variar um pouco por conta do etanol, uma vez que no Brasil eles terão injeção flex. A ideia da FCA é usar o 1.0 nos modelos menores, como Fiat Argo e Cronos, e o 1.3 na Toro e nos Jeep Renegade e Compass. Pelo que ouvimos, o 1.0 deve ser aproveitado também numa versão de entrada do Renegade - lembrando que carros com motores até 1 litro pagam menos IPI. 

Compass e Toro vão aproveitar a chegada do motor 1.3 turbo para também receberem sua primeira reestilização. Será uma mudança leve, apenas para atualizar os dois (bem) conseguidos desenhos, assim como ocorreu com o Renegade no ano passado. Espere também por algumas mudanças na cabine e novidades na parte de conectividade, mais especificamente uma nova central multimídia. 

Fiat Toro Volcano 2.0 Diesel 4x4 2019
Primeiras Impressões: Jeep Renegade 2019

Toro terá leve reestilização e motor 1.3 turbo; Renegade deve ganhar, além do 1.3 turbo, também o 1.0 turbo

Vale lembrar que em 2020 a Toro precisará evoluir para se distanciar da futura nova Strada, que vai crescer e ganhar versão cabine dupla efetiva, com quatro portas. Como a Toro vai ganhar o 1.3 turbo, é possível que a Strada fique com o 1.3 aspirado nos modelos de entrada e com o 1.0 turbo nas versões mais caras, assim como Argo e Cronos - e não com o atual 1.8 aspirado como chegou a se cogitar. 

Outra novidade ficará por conta do câmbio automático ligado ao motor 1.3 aspirado (no lugar do automatizado GSR), neste caso somente para a linha compacta, ou seja, Argo, Cronos e nova Strada.

Em resumo, o ano que vem promete ser agitado para a FCA.

Fotos: divulgação   

Galeria: 2019 Jeep Compass Plug-In Hybrid