Esportivo lançado originalmente em 1996 poderá sair de linha até o final do ano

Lançado originalmente em 1996 como SLK, o esportivo Mercedes-Benz SLC deverá sair de linha depois de pouco mais de 20 anos de atuação no mercado. Oficialmente, a marca ainda não decretou a morte do modelo, mas o lançamento nesta semana da série especial Final Edition definitivamente não deixa qualquer dúvida: seu fim está próximo. A edição de despedida estreia tomando como base a variante AMG Line e agrega uma série de detalhes exclusivo à composição do visual. As vendas serão iniciadas no mês que vem, com foco nos Estados Unidos e nos principais países da Europa.

Galeria: Mercedes SLC Final Edition

Entre outros diferenciais, a configuração SLC 300 conta com detalhes em preto brilhante, rodas de liga-leve de 18 polegadas, amortecedores esportivos, suspensão com acerto mais firme e freios reforçados. Além disso, há bancos esportivos em couro Nappa de dois tons, cintos de segurança cinza, detalhes em fibra de carbono, acabamento de alumínio, volante de base achatada e tapetes especiais. Outras comodidades incluem assentos aquecidos, sistema Airscarf de aquecimento do pescoço e emblema “Final Edition” em várias partes da carroceria.

A variante SLC43 Final Edition tem pegada mais voltada para performance e oferece carroceria na cor amarelo-sol em homenagem à tonalidade original usada no lançamento do modelo. Outros toques especiais incluem detalhes em preto brilhante e rodas de 18 polegadas com acabamento em preto fosco.

Mercedes SLC Final Edition

Sob o capô, o SLC 300 tem motor 2.0 turbo de quatro cilindros com 244 cv de potência e 37,7 kgfm de torque. Dados de fábrica indicam aceração de 0 a 96 km/h em 5,8 segundos e velocidade máxima limitada de 250 km/h. Por sua vez, a variante AMG tem motor 3.0 V6 bi-turbo de 390 cv e 53 kgfm de torque, com aceleração nas mesas condições realizada em 4,6 segundos e igual velocidade máxima. Já na Europa serão ofertadas ainda duas outras versões: SLC 180 (motor 1.6 turbo 156 cv e 25,5 kgfm) e SLC 200 (2.0 de quatro cilindros turbo de 184 cv e 30,5 kgfm de torque).

O Mercedes-Benz SLC foi sucesso de vendas nos primeiros anos de lançamento, mas logo depois começou a amargar baixo desempenho. Nos Estados Unidos, por exemplo, as vendas atingiram 12.930 unidades em 2000, mas caíram para apenas 1.993 unidades no ano passado.

Fotos: Divulgação