Marca diz que há um defeito no sensor de pressão de combustível

A Fiat-Chrysler anuncia o recall de 88.803 unidades do Jeep Compass com motorização Flex para reparo. Segundo a fabricante, as unidades produzidas desde 2016 apresentam um defeito no sensor de pressão de combustível que causa o funcionamento irregular do motor e, em situações extremas, seu desligamento inesperado – mesmo com o veículo em movimento.

Galeria: Jeep Compass Limited 4x4 2018

As unidades convocadas do Jeep Compass Flex tem números de chassis não sequencias (últimos seis dígitos) entre H00340 e J41119. Os proprietários terão que levar o SUV a uma concessionária a partir do dia 18 de fevereiro para inspeção e, se necessária, troca do sensor de pressão de combustível. Será feita também a atualização do software da unidade de controle do motor. O reparo deve ser agendado com uma concessionária e leva, aproximadamente, duas horas.

Caso não consertado, o carro corre o risco de ter o seu motor desligado em movimento, o que compromete o controle do veículo, aumentando o risco de colisão. O ideal é que ele não seja guiado até que o reparo seja feito. A convocação abrange apenas as versões equipadas com o motor 2.0 de 166 cv e 20,5 kgfm.