Baseado no Focus, SUV tem chances de vir para o Brasil por conta da picape

A Ford quer que 2019 seja o ano dos seus SUVs. Além do substituto do EcoSport, a empresa trabalha também na nova geração do Escape (também conhecido como Kuga), modelo médio que usará a plataforma do novo Focus. Ele será apresentado no 2º semestre na Europa e é um carro para ficar de olho, pois tem chances de finalmente aparecer por aqui. 

Em sua quarta geração, o Ford Escape parece ainda mais alinhado ao Focus - mais carro e menos utilitário. Está com uma grade semelhante, assim como os faróis mais esticados. As luzes de neblina receberam o formato horizontal, enquanto a traseira adota lanternas totalmente diferentes das atuais, mais compridas. A camuflagem ainda esconde o formato da traseira, que parece estar mais inclinada. Ainda não vimos o interior, mas espere por algo próximo ao do novo Focus.

A mecânica também será bem próxima, usando o motor 1.5 turbo tricilindrico como a opção de entrada, enquanto as mais caras serão equipadas com o 2.0 turbo de quatro cilindros, ambos com a transmissão automática de 9 marchas. Os flagras ainda revelam que a marca trabalha em uma variante híbrida plug-in e uma versão esportiva Escape ST.

Foto do espião do escape de 2020 Ford
Foto do espião do escape de 2020 Ford

E por que ele importa para nós? Bem, a Ford tem planos de produzir uma nova picape abaixo da Ranger, para disputar o mesmo segmento da Fiat Toro. Sabemos que ela está sendo desenvolvida de olho na América do Sul, para ser produzida na região. Ela será montada sobre a plataforma modular do novo Focus, a mesma a ser usada no Escape. E, se já vai investir no maquinário para fazer um dos modelos, a Ford pode aproveitar para fazer o outro, ganhando em escala.

Já sabemos também que a Ford deseja ter um SUV médio no Brasil, para entrar no filão do Jeep Compass. A marca considerou vender aqui o Territory, modelo chinês que é uma adaptação do Jiangling Yusheng S330 e foi mostrado ao público no Salão do Automóvel de São Paulo. A marca dizia que estava apenas medindo a aceitação e, pelo que apuramos, ela não foi tão boa assim e o modelo foi descartado. Por isso, compensa mais partir para um outro modelo de dentro de casa, mais moderno e que teria um custo de produção amortizado por compartilhar componentes com a picape. Ficaremos atentos. 

Fotos: Automedia

Galeria: Flagra: novo Focus SUV 2020 (Escape)