Conceito já traz a nova identidade visual da empresa e vai medir a aceitação de crossover compacto

A Hyundai estuda maneiras de aumentar sua força no mercado brasileiro. Algumas delas foram concentradas em um único protótipo. O SAGA EV é um crossover pequeno e com motorização elétrica, criado não só para antecipar a nova identidade de design da empresa para os modelos no Brasil como também sentir um pouco do que o público acha da ideia de um utilitário menor do que o Creta e se gostariam de um carro totalmente elétrico.

Das três ideias trazidas pelo SAGA EV, seu visual é o mais importante. Isso porque ele é basicamente a vitrine do que podemos esperar para o novo HB20, previsto para o ano que vem. Preste atenção no formato dos faróis e da grade frontal, mais alinhada com o desenho do novo Elantra, que deve servir de inspiração para o compacto.

Hyundai SAGA EV - Salão de SP 2018
Hyundai SAGA EV - Salão de SP 2018

O segundo ponto de destaque é o seu tamanho. A marca não revela qual é a sua plataforma, mas a medida de 2,56 m de entre-eixos dá a entender de que é uma variação da base do HB20 (que tem 2,50 m). É um modelo bem pequeno, com 4,02 m de comprimento, o que o tornaria, na teoria, em um protótipo do novo HB20X. Porém, a ideia é ter mais um SUV compacto nas concessionárias, já que eles atualmente representam quase 20% do mercado nacional. Na prática, ele parece ser ao mesmo estilo que o Honda WR-V, como um HB20 anabolizado.

A maioria das fabricantes está apostando na eletrificação, anunciando modelos híbridos ou elétricos. A Hyundai também seguirá por este caminho e estuda a melhor forma de vender veículos “verdes” no Brasil. Por isso colocaram uma motorização elétrica no SAGA, a mesma utilizada no Kona elétrico, com 204 cv e autonomia de até 470 km. A empresa ainda espera por definições do governo e sobre a infraestrutura de recarga.

Hyundai SAGA EV - Salão de SP 2018
Hyundai SAGA EV - Salão de SP 2018

E o novo HB20? Pelo o que apuramos, ele não será uma nova geração e sim uma reestilização mais profunda. A plataforma sera alongada em 50 milímetros para aumentar o espaço interno (uma das maiores críticas do compacto), aproximando-se de hatches maiores como o Volkswagen Polo e a nova geração do Chevrolet Onix. A Hyundai deve mexer em sua mecânica, atualizando os motores 1.0 e 1.6 para melhorar sua eficiência e finalmente adotando um motor 1.0 turbo com injeção direta. Ainda ficará mais seguro, com controle de estabilidade e tração (itens que serão obrigatórios a partir de 2020) e direção elétrica.

Galeria: Hyundai SAGA EV - Salão de SP 2018