Ela tem motor da MT-07 e forte apelo off-road

Passados dois anos após a apresentação do conceito T7, a Yamaha enfim apresenta a nova Ténéré 700 de produção no EICMA 2018, em Milão. Com motor da MT-07 e forte apelo off-road, ela será lançada na segunda metade de 2019 nos mercados europeus e em 2020 nos Estados Unidos. Brasil ainda é uma incógnita.

Yamaha XTZ 700 Tenere (Salão de Milão)

Com um inédito chassi tubular, específico para ela, a XTZ Ténéré 700 tem o aparato necessário para o fora de estrada: roda aro 21" na dianteira e 18" na traseira com pneus de uso misto, além de suspensão com bengalas invertidas na dianteira de 43 mm (210 mm de curso) e monoamortecida ajustável na traseira (200 mm de curso). O tanque de 16 litros promete autonomia de pelo menos 350 km. Os freios são da Brembo, com discos de 282 mm na dianteira e disco simples de 245 mm na traseira, sendo o sistema ABS comutável (pode ser desativado para uso off-road). 

O motor é o conhecido CP2 de dois cilindros paralelos e 689 cc, vindo da MT-07, que rende 73 cv a 9.000 rpm e 6,9 kgfm a 6.500 rpm nesta aplicação. Para atender às necessidades da Ténéré, recebeu mapa específico de entrega de torque, com ênfase em baixas rotações. O câmbio de seis marchas também foi apropriado para a nova proposta.

Yamaha XTZ 700 Tenere (Salão de Milão)
Yamaha XTZ 700 Tenere (Salão de Milão)

Já o design mantém o estilo característico da antiga Ténéré 660, com destaque para os quatro faróis de LED protegidos por uma lente que forma um conjunto quase único com o para-brisas. O painel de LCD também fica em posição "de pé", além de haver uma barra para instalação de equipamentos de navegação.

Ainda sem preços definidos, a nova Ténéré 700 será ofertada nas cores preta, branca com vermelho e branca com azul.

Texto e fotos: Daniel Messeder, de Milão - Itália

Viagem a convite da Honda Motos do Brasil

Galeria: Yamaha XTZ 700 Ténéré (Salão de Milão)