Marca estuda importação da nova geração do hatch esportivo

Antiga promessa para o nosso país, o Renault Mégane RS ganhou uma nova chance de ser vendido no Brasil. Fontes ligadas à fabricante revelaram ao Motor1.com que o hatch esportivo “está nos planos”, estudando a possibilidade de importá-lo no futuro como uma vitrine das tecnologias da marca. Tudo vai depender de uma série de fatores, como a confirmação do novo regime automotivo Rota 2030 (que ainda é apenas uma Medida Provisória) e a cotação do dólar.

Leia também

Apresentado no Salão de Frankfurt (Alemanha) do ano passado, o novo Renault Mégane RS briga diretamente com modelos como Ford Focus RS, Honda Civic Type R e Volkswagen Golf R. É equipado com o motor 1.8 turbo de 279 cv e 39,7 kgfm, combinado ao câmbio manual de 6 marchas ou ao automatizado de dupla embreagem.

Tem ainda a versão Trophy, que recebe um novo ajuste no motor para gerar 299 cv e 40,7 kgfm.  A Renault Sport equipou o hatchback com o sistema 4CONTROL, que esterça as rodas traseiras para otimizar a estabilidade nas curvas.

Embora a notícia seja animadora, temos que lembrar que a Renault já quis vender o Mégane RS no Brasil. A marca trouxe algumas unidades da geração passada e até o apresentou para a imprensa. O plano foi abortado após a criação do “Super IPI” para carros importados, a crise econômica e a alta do dólar.

Fotos e informações: Daniel Messeder, de Paris - França
Viagem a convite da Renault do Brasil

Galeria: Renault Megane RS - Visita à Renault F1