Mais acessíveis, a H2 e H2 Carbon têm "apenas" 243 cv

Primeira linha de motos de produção com motor supercharger, a Kawasaki H2 começa a ser vendida no Brasil com atualizações no motor e painel, principalmente. Em pré-venda até novembro, a linha 2020 (sim, está certo) da H2 e H2 Carbon e 2019 da H2R é oferecida sob encomenda. 

Leia também

Para a linha H2, a novidade é potência extra no motor 998 cc supercharger, agora com 243 cv (antes 210 cv), conseguidos com nova caixa de ar, filtro de ar, velas e mapeamento da injeção. O sistema de freios adota novas pinças Brembo Stylema, mais compactas e com respostas mais rápidas, além de menor peso e melhor refrigeração. O painel de instrumentos em TFT agora é colorido e pode ser conectado ao smartphone. Até a pintura tem composto que pode se regenerar de pequenos riscos. A H2 Carbon se diferencia pelo detalhes em carbono. Para a H2, o preço é de R$ 168.000, enquanto a Carbon custa R$ 178.000. 

Kawasaki H2, H2 Carbon e H2R
Kawasaki H2, H2 Carbon e H2R

A H2R, versão apenas para pista, atinge agora 326 cv (antes 310 cv). Novas rodas e novo logotipo Supercharger a diferenciam visualmente da versão anterior. Apesar de não ser homologada para as ruas (nem faróis ela possui), ela custa a bagatela de R$ 357.000 - preço da exclusividade.  

Galeria: Kawasaki H2, H2 Carbon e H2R