Seria um modelo mais luxuoso do que a Amarok

Nome: Volkswagen Advanced Activity Concept (AAC)

Apresentação: Salão de Detroit de 2000

Especificações: V10 turbodiesel com 313 cv e 76,5 kgfm de torque com câmbio automático de seis marchas, tração integral e suspensão a ar. 

Porque lembramos dele:

Com menos de uma semana da apresentação da terceira geração do VW Touareg, é o momento certo de olhar para trás e conhecer a origem do SUV. 

VW Advanced Activity Concept

Cerca de dois anos do lançamento do primeiro Touareg, a Vokswagen levou ao Detroit Auto Show uma picape conceito que adiantou muitos pontos. Tração nas quatro rodas, muito torque, suspensão double wishbone e uma generosa distância do solo de 390 mm. Isso combinado com a robustez esperada de uma picape de cabine dupla com o interior luxuoso como seria mostrado no Touareg. Na época, a VW descreveu a AAC como uma mistura das capacidades de uma picape com o "luxo de um sedã topo de linha". 

VW Advanced Activity Concept

Como um conceito, a VW experimentou dar portas suicidas ao AAC, o que não apenas ficou bom, mas também garantiu uma boa área de entrada para a cabine aos dois passageiros do banco traseiro. Já que iria enfrentar terremos difíceis, o conceito tem muitas proteções sob o chassi e pneus Pirelli Scorpion fora-de-estrada. A barra na traseira contribui para a rigidez da carroceria da picape, assim como a suspensão a ar com três modos selecionáveis permite uma diferença de altura de 110 mm entre a mais alta e a mais baixa. 

Não faz uma década que a Volkswagen apresentou sua picape média, a Amarok, que hoje briga no mundo com a Nissan Frontier e Mercedes-Benz Classe X, outros veículos utilitários de luxo. O nome "Amarok" foi registrado em novembro de 2017 nos Estados Unidos, mas isso não significa que ela pode chegar ao mercado americano. Além disso, a nova Touareg também não chegará ao mesmo mercado e provavelmente nem ao Brasil. 

Galeria: VW Advanced Activity Concept