O quarto modelo Longtail da McLaren tem um motor 3.8 V8 biturbo de 600 cv e uma bela dieta

Há um novo modelo no topo da linha Sports Series da McLaren. O 600 Longtail, também chamado de 600LT, fica acima do 570S, apesar de ser baseado nele, e conta com uma carroceria de fibra de carbono modificada para ficar 7,3 centímetros mais longa (por isso o nome Longtail). E também se diferencia pelas saídas de escape localizadas na parte de cima da traseira do esportivo, um pouco mais curtas do que as que são usadas no McLaren Senna.

Leia também:

Apesar do 600LT parecer igual ao 570S, ele passou por uma série de mudanças para pesar 95,9 kg a menos e ficar com peso total de 1.247 kg. Para chegar a esse número, recebeu tudo o que a McLaren Special Operations havia desenvolvido de materiais leves. Isso inclui itens como teto de fibra de carbono e entradas de ar dianteiras do mesmo material.

McLaren 600LT

Quando colocado lado-a-lado com o 570S, o 600LT pode ser reconhecido graças ao seu splitter dianteiro maior, novas saias laterais e um difusor traseiro mais longo, onde também colocaram uma asa fixa para melhorar a aerodinâmica e aumentar o downforce. Algumas pessoas podem dizer que o Longtail é mais do mesmo, mas a McLaren aponta que 23% das peças do novo modelo são novas.

Além da carroceria melhorada, o novo 600LT também recebe modificações do lado de dentro, podendo vir com os bancos concha de fibra de carbono do P1. Se quiserem assentos ainda mais leves, podem pagar mais um pouco e pegar os mesmos que são utilizados pelo McLaren Senna.

McLaren 600LT

Enquanto o 570S Coupe tem 570 cv (por isso no número no nome), o 600LT é ainda mais potente, subindo para 600 cv de potência e 63,2 kgfm de torque. Ou seja, o motor 3.8 V8 biturbo foi modificado para gerar 30 cv a mais, o que dá ao modelo uma relação peso-potência de 481 cv por tonelada, caso ele seja equipado com todos os opcionais para reduzir seu peso total.

A marca não revelou seus números de desempenho. Porém, considerando a potência extra e a perda de peso, o 600LT deve superar facilmente o 570S, que acelera de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos e precisa de 9,5 s para alcançar os 200 km/h, antes de chegar à velocidade máxima de 328 km/h.

Ainda não sabemos quantas unidades serão produzidas e a McLaren diz que sua fabricação será "extremamente limitada", não durando mais do que 12 meses. A montagem começa em outubro e preços ainda não foram divulgados. Os sortudos que comprarem um 600LT terão o privilégio de passar um dia em um circuito com a McLaren fornecendo toda a assistência necessária para aproveitar a experiência ao máximo.

Fonte: McLaren

Galeria: McLaren 600LT