Marca oficializa nome Tharu para a China e irá iniciar as vendas no país em agosto

Os últimos dias foram bem movimentos no que se refere ao Volkswagen Tarek, o novo SUV médio da marca alemã. Vimos as primeiras fotos dele sem disfarces, em registro do governo chinês, e depois ouvimos que ele foi confirmado para o Canadá e EUA, importado do México. Agora podemos ver o crossover pela primeira vez em imagens oficiais, divulgadas pela SAIC-VW, que também confirmou que ele se chamará Tharu na China e que estará à venda em agosto. No Brasil, a estreia é esperada para 2020.

Leia também:

O nome Tharu já circulava pela internet há um tempo. A primeira vez que ficamos sabendo dele foi quando nossos colegas do Auto Papo revelaram o registro do nome e adiantaram que seria o batismo do SUV médio no Brasil. Chegaram perto, já que o nome será usado no resto do mundo, só que a Volkswagen decidiu nomeá-lo Tarek em nosso mercado. Tharu é o nome de uma tribo do Nepal.

 

Volkswagen Tharu - Fotos oficiais

Assim como vimos no flagra do carro sem camuflagem e no conceito Powerful Family SUV, revelado durante a apresentação do novo Touareg, o Volkswagen Tarek utiliza dianteira semelhante à de outro SUV, o americano Atlas (que também é vendido na China com o nome de Teramont). Tem uma grade mais grossa do que o estilo usado normalmente pela VW. A traseira lembra mais do novo Tiguan, com lanternas duplas e de linhas retilíneas. 

Volkswagen Tharu - Fotos oficiais

O parentesco com o Tiguan é forte, já que ambos utilizam a plataforma MQB. Porém, o Tarek é menor do que o Tiguan AllSpace vendido por aqui, medindo 4,453 metros de comprimento, 1.841 m de largura, 1.632 m de altura e 2.688 m de entre-eixos. Isso porque ele ficará entre o T-Cross e o Tiguan Allspace, com preços entre R$ 100 mil e R$ 130 mil.

Além da diferença no tamanho, será menos equipado e com mecânica mais simples. Tanto é que o modelo chinês terá o motor 1.2 TSI de 116 cv e suspensão traseira de eixo rígido na verão de entrada, enquanto as mais caras adotarão o conhecido 1.4 TSI de 150 cv e trocarão a suspensão traseira por multilink. Ambos os modelos usarão transmissão DSG de dupla embreagem e 7 marchas, com tração dianteira.

Para o modelo latino, podemos esperar pelo motor 1.4 TSI de 150 cv, com câmbio automático de 6 marchas e suspensão traseira por eixo de torção, da mesma forma que a Volkswagen fez com o Golf. O 1.0 TSI nacional de 128 cv seria um bom substituto para o 1.2 TSI de 116 cv da China, mas a chance de adotá-lo é pequena, já que esta será uma das motorizações do VW T-Cross, SUV baseado no Polo que será revelado em novembro, durante o Salão do Automóvel.

Oficialmente, a Volkswagen falava que o Tarek chegaria somente em 2020, quando será iniciada a produção na Argentina. Porém, como também será fabricado no México, agora existe a possibilidade da VW acelerar a chegada do Tarek ao Brasil trazendo o SUV de lá, da mesma forma que a Nissan fez com o Kicks antes de iniciar a produção nacional. A ver.

Fotos: Divulgação

Volkswagen Tharu - Fotos oficiais