Depois do Evoque Conversível, o SUV da Honda sem teto não é uma ideia tão maluca

A Honda abre a temporada de pegadinhas de primeiro de abril automotivas um pouco antes, mostrando o CR-V Roadster e prometendo que ele será vendido no Reino Unido. O SUV da marca parece mais atraente sem o teto.  

Leia também:

Os engenheiros da Honda tomaram o caminho fácil para criar o CR-V Roadster. No lugar de criar um complicado mecanismo para o teto apenas para uma pegadinhas, a equipe simplesmente cortou o teto, incluindo a coluna B para trás. Pelo famoso clima chuvoso britânico, este tipo de modificação não é a ideal para ser usada por lá, mas é perfeita para lugares ensolarados, como a Califórnia. 

Geralmente, conversíveis requerem reforços extras na plataforma, por causa da perda da rigidez por não ter o teto. Nada disso foi feito no CR-V Roadster. De acordo com a Honda, os engenheiros "estimam que a rigidez estrutural do carro foi reduzida em, aproximadamente, 100%, o deixando totalmente indirigível". 

A empresa imagina que venderá o CR-V pela metade do atual, já que mais da metade foi cortada. Além, não tem nada de estrutura. 

1998 Valmet Honda CR-V Open Air Concept
1998 Valmet Honda CR-V Open Air Concept

O conceito de um CR-V sem teto não é algo novo. Em 1998, a Finnish Valmet criou o CR-V Open Air Concept (acima). Mais do que remover o teto, o conceito manteve as colunas e oferecia abertura da capota elétrica. 

 

Fotos: Honda, Valmet Automotive

1 de abril - Honda CR-V conversível