Mostrado no Salão de São Paulo de 2010, protótipo perdia capota e ganhava motor 1.4 T-Jet

Nome: Fiat Uno Cabrio

Estreia: Salão de São Paulo de 2010

Especificações: 1.4 16V Turbo de 152 cv, 21,1 kgfm de torque e câmbio manual de 5 marchas 

Porque lembramos dele:

Em 2010, a Fiat lançava o Novo Uno. Foi a maior mudança do modelo, que ganha linhas totalmente diferentes do que se conhecia até então. E foi esta a base usada pelas equipes de engenharia e design para criar o Uno Cabrio, um conceito que despertou a esperança da volta do Uno Turbo e ficou apenas no desejo. 

Fiat Uno Cabrio 1.4 T-Jet

Mostrado no Salão de São Paulo daquele ano, o Uno Cabrio era funcional. A engenharia foi a responsável pelos reforços de estrutura, necessárias pela ausência do teto e colunas B e C, e por colocar no cofre o motor 1.4 turbo, naquele momento utilizado no Punto T-Jet, com 152 cv e câmbio manual de 5 marchas (a caixa de 6 marchas chegou apenas com o Bravo T-Jet). Suspensão, freios e rodas de 17" com pneus de perfil baixo completam o pacote esportivo e dinâmico do conceito. 

Leia também:

O setor de design manteve detalhes básicos do Uno, mas trabalhou os para-choques para um visual mais esportivo e aplicou uma entrada de ar (falsa) na lateral traseira. As lanternas, em LEDs, são exclusivas, já que o Uno de produção tem as lanternas na coluna C, ausente no Cabrio. 

Fiat Uno Cabrio 1.4 T-Jet

No interior, o painel do Uno recebeu detalhes na cor prata, novos manômetros (pressão de turbo, óleo e combustível), novo volante de 3 raios e grafismo exclusivo nos instrumentos. Os bancos são concha com cintos de seguranças de 4 pontos, vindos de modelos de competição. 

Fiat Uno Cabrio 1.4 T-Jet

Se o Uno Cabrio trazia a esperança do retorno do Uno Turbo, no mesmo Salão a Fiat apresentava o Uno Sporting, com detalhes estéticos remetendo a um esportivo, mas o motor 1.4 tinha os mesmos 88 cv das demais versões, apenas com a relação de câmbio encurtada. 

Fotos: Divulgação

Galeria: Fiat Uno Cabrio 1.4 T-Jet