Até então, SUV havia sido apresentado apenas com o logotipo da Dacia

Apresentado até então apenas sob a bandeira da romena Dacia, o Duster de nova geração finalmente torna-se conhecido do público pelas mãos da Renault. Como já acontece desde a geração passada, o SUV será vendido pelas duas marcas, sempre com base na representatividade de cada uma na região em questão. O modelo destas fotos, por exemplo, chegará ao Brasil, à Rússia e à Ucrânia, assim como a países africanos e nações do Oriente Médio. Já a variante 'original' chegará à Europa Ocidental como um todo, levando a proposta de baixo custo que fez do modelo um sucesso de vendas em mercados como França, Espanha e Reino Unido.

Renault Duster 2019

Leia também:

Na comparação com o Duster da Dacia, as alterações no exterior podem se vistas principalmente na dianteira. O formato da grade, por exemplo, é ligeiramente diferente e traz um leve avanço sobre o para-choque, inexistente na versão romena. Além disso, os filetes são exclusivos e as dimensões generosas do logotipo da Renault demandaram um leve recorte no capô. Na traseira, a única novidade é vista no acabamento cromado da plaqueta que sustenta a grafia "Duster" - cuja pintura no modelo Dacia é inteiramente preta. Na cabine, o volante com comandos integrados é exclusivo e as saídas de ar agora são retangulares, com acabamento que imita aço escovado.

Renault Duster

No mais, o Duster da Renault é basicamente o mesmo apresentado publicamente no Salão de Frankfurt. Agora mais tecnológico e seguro, o SUV passou a adotar recursos como luzes diurnas de LED, alerta de pontos cegos, câmera de 360º, sistema de entretenimento MediaNav Evolution, airbags de cortina e assistente de subidas, entre outros. No Brasil, o lançamento está programado para meados de 2019, com produção em São José dos Pinhais (PR). Será mostrado no Salão de São Paulo no ano que vem. 

Fotos: Divulgação

Renault Duster 2019