Levantamento ouviu 2.686 motoristas nas cinco regiões do país

Apesar de aumentar significativamente a probabilidade de acidentes e ser considerada infração gravíssima prevista no Código de Trânsito Brasileiro (7 pontos na CNH e multa de R$ 293,47), a prática de usar celular em plena direção ainda é cometida pela maior parte dos motoristas do Brasil. Em pesquisa realizada pela Arteris (companhia do setor de concessões de rodovias), nada menos que 51,9% dos entrevistados admitiram dirigir com celular em mãos, ainda que em "situações raras". O levantamento ouviu 2.686 pessoas nas cinco regiões do país e identificou que o percentual mais expressivo recai sobre motoristas com idade entre 18 e 21 anos residentes da região sudeste.

celular ao volante

Leia também:

"Infelizmente, a pesquisa indica que os motoristas brasileiros, mesmo cientes da legislação e do perigo, ignoram essa possibilidade e seguem adotando comportamentos de risco”, afirma Elvis Granzotti, gerente da Arteris. Apenas alguns segundos de distração ao digitar um número de telefone ou mensagem, por exemplo, a uma velocidade de pouco mais de 100 km/h, pode levar um motorista a percorrer, totalmente às cegas, distância equivalente a quatro campos de futebol. Segundo estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS), essas e outras atitudes fazem com que, a cada hora, aproximadamente 140 pessoas percam a vida no trânsito.

Nas saídas para feriados prolongados, como o desta semana, as atenções devem ser redobradas, uma vez que o volume de veículos nas estradas é maior, assim como a circulação de motociclistas, ciclistas e pedestres.

Fotos: Divulgação