O Alfa Romeo G1 1921 foi o primeiro carro da marca, e há apenas uma unidade inteira no mundo

Primeiro. É isso que todos querem ser, ou ter, ou preferencialmente, ambos. Ser o primeiro tem um significado de destaque para todos, mas especificamente no mundo dos carros colecionáveis e mais ainda quando falamos de um clássico italiano. Por isso que este Alfa Romeo G1 está aqui hoje, pois foi o primeiro modelo de produção da marca. E será vendido!

 

Leia também:

O que faz do Alfa Romeo G1 tão especial? Além do óbvio, apenas 52 unidades foram fabricadas, e acredita-se que este é o único que sobrou inteiro no mundo. Ele mantém o mesmo motor de 6 cilindros - um 6.3 em linha com 70 cv - e atinge os 128 km/h. Considerando que na época o mercado era dominado pelo Ford Model T de 20 cv, o G1 é algo que se destacou naquele tempo. 

De acordo com a RM Sotheby´s, este Alfa Romeo é o chassi 6018, o que indica que é um dos primeiro produzidos. Foi enviado para a Austrália (assim como boa parte da produção), onde seu dono o guardou por muito tempo. Foi achado no fim dos anos 1940 e guardado novamente, até que um entusiasta da Alfa Romeo chamado Ross Flewell-Smith ficou sabendo de sua existência e o comprasse em 1965. Ele restaurou o carro nos anos 1970, e voltou a vida novamente nos anos 2000, na atual condição. 

Alfa Romeo G1 1921
Alfa Romeo G1 1921
Alfa Romeo G1 1921
Alfa Romeo G1 1921

Por ser um Alfa Romeo de significado, recebeu diversos prêmios em Pebble Beach e rodou por eventos ao redor do mundo. Não é apenas o primeiro modelo da Alfa e o único conhecido, mas também funciona e pode ser dirigido. 

Este carro será leiloado pela RM Sotheby´s em Phoenix, Arizona, em janeiro, e procura um novo dono, sem valor de reserva. Claro, se você quer ter o primeiro Alfa Romeo, tenha certeza que sua conta está cheia - o valor estimado é de US$ 1,5 milhão, para mais. 

Fonte: RM Sotheby’s

Galeria: Alfa Romeo G1 1921