Fabricante romena defende abordagem mais simples e descomplicada

Principal representante do grupo Renault-Nissan na Romênia e na Europa Oriental, a Dacia acredita que o excesso de tecnologias e gadgets está confundindo a cabeça das pessoas e tornando o dia-a-dia a bordo cada vez mais complicado. Em pesquisa recente realizada no Reino Unido, a fabricante descobriu que pelo menos 70% dos clientes entrevistados não são capazes de identificar sequer símbolos básicos no painel dos carros. De um total de 2.000 pessoas ouvidas, aproximadamente 84% admitiram que a tecnologia tem se tornado muito confusa, beirando a inutilidade.

Leia também:

Para a marca (conhecida mundialmente pelo desenvolvimento de modelos de baixo custo, como Logan, Sandero e Duster), a abordagem a ser seguida deve ser simples e, acima de tudo, funcional. "Nós não fazemos tecnologias sem sentido na Dacia, e acreditamos que essa pesquisa mostra que estamos trilhando o caminho certo. Nós nos orgulhamos de dar aos nossos clientes exatamente o que eles precisam e fazemos isso muito bem", afirmou Louise O'Sullivan, chefe da Dacia no Reino Unido.

2012 Dacia Sandero

No mercado britânico, o modelo mais barato oferecido pela fabricante é o Sandero, que custa 5.995 libras na versão de entrada e não oferece sequer rádio como item de série. Seria esta também uma tecnologia inútil?

Fotos: Divulgação

Galeria: Dacia Duster 2018