Alguém esqueceu de tirá-la quando montou o motor...

Qualquer um que arrume seu próprio carro lamenta quando derruba uma ferramenta no cofre do motor. Há até alguém do Motor1 que perdeu um final de semana inteiro desmontando o motor de um Ford Taurus SHO 1993 depois de deixar cair uma ferramenta no retorno de óleo. Ela poderia viver no fundo do reservatório de óleo do Taurus pelo resto da vida? Possivelmente, mas diversos componentes importantes do motor estão próximos, e algo poderia dar muito errado. Isso deixa esta surpresa ainda interessante. A ferramenta não estava próxima de partes do motor. Ela estava em contato direto e por mais de 100.000 km!

O carro em questão é um Mitsubishi Lancer Evo 2006, de um membro do forum do evolutionm.net, Chris P. Ele diz que isso aconteceu após levar seu carro a uma concessionária da marca para falar sobre algum barulho estranho na parte de cima do motor. Então, este soquete foi encontrado próximo da mola de válvula do cabeçote. De tantos problemas possíveis, este não é um tão obvio. 

O mais interessante é que Chris diz que o primeiro dono do carro nunca abriu o motor, o que significa que o soquete foi deixado ali na linha de produção. A hipótese é reforçada com o que está escrito na peça, que Chris rastreou como a fornecedora de ferramentas da Mitsubishi. Com esta evidência, qualquer um esperaria que a marca pagasse a conta da oficina, mas a Mitsubishi levantou outras ideias.  

Com o carro fora da garantia, a fabricante se ofereceu a pagar a conta do diagnóstico da oficina, mas apenas se encontrassem algum dano no motor. Depois de várias discussões com diversas pessoas, Chris P. colocou as imagens em suas redes sociais.

 

 

 

Neste ponto, virou um viral da internet, com diversas mídias falando sobre o caso. Estamos felizes em dizer que a Mitsubishi contatou Chris (um diferente do que ele falou antes, segundo o dono do carro) e concordaram em pagar a conta do diagnóstico e reparar o que estivesse sido danificado pelo soquete.

Considerando que o soquete tem uma marca depois de 100.000 km ao lado da mola de válvula, haverão alguns poucos reparos a serem feitos.

Fonte e fotos: Evolutionm.net