Empresa foi proibida de seguir com os testes na cidade de São Francisco por não ter permissão do governo

Considerado um dos assuntos mais polêmicos da semana, a novela que envolve os testes com carros autônomos da Uber nos Estados Unidos acaba de ganhar um novo capítulo. Conforme relata a imprensa norte-americana, a empresa foi proibida de rodar com os veículos no Estado da Califórnia e, por conta disso, está transferindo toda a frota, composta por 16 unidades do XC90, para o Arizona.

Agora com o apoio do governador local e leis mais maleáveis quanto a este tipo de tecnologia , a marca espera colocar os carros na ruas dentro de poucas semanas e seguir com os testes. Como na Califórnia, as avaliações serão realizadas sob a supervisão de um técnico que estará sempre a bordo. 

Polêmica

Uma das grandes polêmicas do projeto está no fato de uma das unidades do XC90 ter furado o sinal vermelho durante as avaliações por pelo menos duas vezes, demostrando fragilidade quanto à segurança. A Uber, porém, alega que o erro foi cometido pelo técnico que estava a bordo, e não pelo sistema.

Leia também:

Fotos: divulgação

Volvo, Uber expand self-driving trials to San Francisco