Naked de média cilindrada aposta no lado emocional tanto na estética quanto na pilotagem; assista

As motos da Honda são conhecidas por terem uma tocada amigável, ou seja, são feitas para agradar ao maior número de condutores e não dar sustos nos iniciantes. Mas a marca da asa agora também quer conquistar os motociclistas mais experientes em busca de uma pilotagem mais dinâmica e esportiva.

Para isso, a naked de média cilindrada CB 650R chega à linha 2020 completamente renovada, seja no design que segue a filosofia Neo Sports Café, com destaque para o farol redondo, seja na mecânica, que traz o motor de 4 cilindros com melhorias e uma suspensão dianteira muito mais eficiente, além de um painel de instrumentos com mais informações e melhor visualização. 

Design

Para entender a estratégia da Honda com a nova linha 650, é preciso dizer que a moto até mudou de nome. Ela trocou o sufixo F pelo R, justamente a letra que representa esportividade na marca. O design acompanha o novo caráter mais agressivo ao incorporar o estilo Neo Sports Café da CB 1000R, com linhas que mesclam um pouco do conceito retrô das antigas Cafe Racer com uma aparência mais musculosa típicas das motos street fighter. A parte clássica vem do resgate do farol redondo, porém com um corte na parte superior que dá uma aparência mais invocada e cheia de personalidade ao conjunto. Vale destacar que toda a iluminação é feita por LEDs, incluindo luzes diurnas (DRL), lanterna traseira e piscas.

Honda CB 650R 2020
Honda CB 650R 2020
Honda CB 650R 2020

É indiscutível que a CB 650R ficou mais atraente, mas a esportividade também aparece ao montarmos na moto. O guidão foi avançado em 13 mm e ficou 8 mm mais baixo, enquanto as pedaleiras foram elevadas em 6 mm e recuadas em 3 mm. Isso deixa o piloto em uma atitude de ataque, mais pronto a acelerar, frear e inclinar, colaborando para uma pilotagem mais dinâmica.   

Uma vez montado, também chama a atenção o novo painel digital multicolor. Trata-se de uma tela LCD escura (black out) que oferece ótima visualização tanto de dia quanto à noite. Apresenta conta-giros circular com um inédito indicador de marcha no centro, além do velocímetro digital à direita. Conta ainda com informação de consumo médio, instantâneo e autonomia, para um monitoramento completo da moto. 

Performance

A troca da suspensão dianteira colocou a nova CB 650R num outro patamar de pilotagem. Agora com garfo invertido da Showa com 41 mm, a moto passou a "copiar" melhor o solo, entregando maior confiança e estabilidade para o piloto, além de reduzir o mergulho da dianteira sob frenagens fortes. A Honda também trocou as rodas e colocou uma embreagem assistida e deslizante, que deixou a manete 12% mais leve e evita que a roda traseira trave em reduções mais fortes típicas da pilotagem esportiva. É mais conforto e segurança na pilotagem. 

Honda CB 650R 2020

Ainda na parte técnica, a nova suspensão dianteira exigiu mudanças nas traves que sobem em direção ao guidão, ficando mais flexíveis na região central e mais rígidos na região da junção com a coluna de direção. Já o eixo da balança da suspensão traseira foi alterado. No total, essas mudanças permitiram que a nova CB 650R ficasse 4 kg mais leve, com reflexos no desempenho e na mobilidade da moto em geral.   

Já a segurança está presente nos novos freios dianteiros (disco duplo), agora com pinças radiais, e no controle de tração HSTC (Honda Selectable Torque Control), que ajuda a despejar a força da moto com maior precisão. Por fim, o alerta de frenagem ESS aciona os piscas em paradas bruscas, mantendo a sinalização até que o piloto solte o freio.

Motor de 4 cilindros

Embora mantenha a potência de 88,4 cv e torque de 6,13 kgfm, o motor 4-cilindros de exatas 649 cc teve mudanças no sentido de entregar mais força em médias e altas rotações. A Honda redesenhou os pistões e as câmaras de combustão, além de alterar o sistema de distribuição, com mudanças nos comandos de válvulas, molas e corrente. Por fim, uma nova caixa para o filtro de ar e tubos maiores para o coletor de escape (38,1 contra 35 mm) visaram atender o novo regime de potência máxima (agora a 11.500 rpm, 500 rpm a mais que antes). Na prática, o motor "enche" mais rápido e instiga o piloto a explorar mais as faixas altas do conta-giros, embalado pelo ronco instigante e suavidade de funcionamento do 4-cilindros. 

Honda CB 650R 2020

Custo benefício e pós-venda

Com preço sugerido de R$ 39.416, a nova CB 650R chega praticamente sem concorrentes. Isso porque suas rivais mais próximas em termos de proposta e performance custam acima dos R$ 50 mil. Além disso, a Honda tem como diferencial sua enorme rede de concessionárias no país e o Honda Assistance que acompanha os 3 anos de garantia da moto, atendendo não só no Brasil como também no Chile, Argentina, Uruguai, Paraguai e Bolívia.

Advertisement

Galeria: Honda CB 650R 2020