Substituto do Escort chegou com design arrojado, painel futurista e suspensão traseira multilink

A Ford precisava de um substituto para o Escort. Após anos de bons serviços, era hora de um novo modelo global entrar em produção para abastecer diversos mercados ao redor do mundo. Isso aconteceu em julho de 1998, quando a empresa americana apresentou a primeira geração do Focus na Europa. 

O nome veio de um conceito apresentado pelo estúdio Ghia no Salão de Genebra de 1991. O produto final carregava elementos da linguagem New Edge, que apareceu pela primeira vez no Ka, em 1996. Além de se diferenciar nas ruas com seu visual mais arrojado que os concorrentes diretos, trouxe também um sistema de suspensão traseira multilink que era inédito na categoria. Chegou aos Estados Unidos em 1999, com diferenças apenas para se enquadrar nas leis locais. 

Ford Focus - 20 anos

No interior, também chamou a atenção pelo desenho, com a mesma comunicação de estilo encontrada no exterior, a New Edge. Fazia um jogo de formas geométricas tanto na parte central (onde ficavam o sistema de som e a ventilação) quanto na parte do cluster, além de trazer um belo volante de quatro raios.  

Ford Focus - 20 anos

O Focus desembarcou no Brasil apenas no ano 2000. Produzido na Argentina, tinha carroceria hatch de quatro portas e sedã, em duas versões (básica e Ghia), com motores 1.8 Zetec de 115 cv no hatch básico e o 2.0 Zetec de 130 cv nas demais versões, sempre com câmbio manual de 5 marchas. Em 2002, o hatch recebia o 2.0 em todas as versões e, em 2003, era lançada a série Focus XR, com produção limitada de 360 carros. Tinha rodas aro 16", teto-solar, suspensão rebaixada e detalhes visuais esportivos, como a grade dianteira do tipo colmeia. 

Ford Focus - 20 anos

Em 2002, o Focus recebeu a primeira reestilização, com as luzes de direção integradas aos faróis e novos para-choques. Em 2004, esta mudança chegava ao Brasil, assim como os novos motores. O 1.8 Zetec foi substituído pelo 1.6 Rocam de 103 cv (melhor torque em baixa), enquanto as versões se tornavam GL, GLX e Ghia, sendo esta última apenas 2.0 e a primeira, apenas 1.6. Em 2005, o Focus 2.0 passava a vir com o motor Duratec, que rendia 147 cv com câmbio manual e 140 cv no câmbio automático (4 marchas).

Em 2007 o 1.6 ganhava injeção flex, mas foi apenas uma mudança para encerrar a carreira do primeiro Focus. Em 2008, recebíamos a segunda geração já reestilizada, em sintonia com a Europa. 

Fotos: divulgação

Galeria: Ford Focus - 20 anos