Será que estamos diante do carro mais econômico do Brasil? É o que fomos descobrir

Praticamente tudo que saiu de avaliação na imprensa sobre o novo Onix ficou restrito às versões com motor 1.0 turbo, opção que a Chevrolet deu preferência em sua frota para jornalistas. Mas agora, enfim, Motor1.com traz a primeira avaliação completa do hatch com o motor 1.0 aspirado, que equipa as versões de entrada. O carro das fotos é um LT que custa R$ 53.650 e tem como principal argumento a economia de combustível. Levando em consideração a lista de eficiência energética do Inmetro, apenas o Renault Kwid bebe menos que ele entre os hatches - e o líder geral é o sedã Onix Plus com este mesmo motor. Nada melhor então que o nosso tradicional teste "em busca dos 20 km/litro" para vermos o quão realmente é econômico o Onix "sem turbo". 

Interessante notar que, em consequência da pandemia e da queda do preço do petróleo no mercado internacional, a gasolina está mais barata agora do que quando fizemos este teste da última vez, em junho do ano passado, com o Kwid Outsider. O preço do litro pela média da ANP no Brasil está em R$ 3,99 o litro, contra R$ 4,37 daquela ocasião. De todo modo, independentemente do valor da gasolina daqui em diante (alguém tem bola de cristal?), a economia seguirá tendo papel importante na escolha de um carro, ainda mais num hatch 1.0.

Chevrolet Onix LT 1.0 2020 (teste de consumo)

A receita foi a mesma de sempre: cumprir um trajeto de pouco mais de 240 km entre Barueri e Tatuí, no interior de São Paulo, pela rodovia Castelo Branco, abastecido 100% com gasolina - ou melhor, nossa "gasolinol" com até 27,5% de etanol. Com os pneus calibrados (35 psi no caso deste Onix) e os hodômetros zerados, partimos para a primeira parte da viagem, mantendo os 100 km/h constantes em última marcha. 

A "última marcha", aliás, já denota uma vantagem do Onix em relação aos rivais diretos HB20, Argo e Polo (em suas versões 1.0 de entrada). A caixa do Chevrolet tem 6 marchas, uma a mais que a dos outros. Na prática, a sexta faz o motor trabalhar cerca de 500 rpm abaixo do que na quinta, reduzindo o ruído (que já é baixo) e também o consumo. A 100 km/h, o Onix 1.0 aspirado trabalha a cerca de 2.800 rpm e viaja com muito sossego.

Aliás, o novo motor de 3 cilindros e 12 válvulas da GM é mais um a reforçar quanto os 1.0 evoluíram nos últimos tempos, aliando bom desempenho com ainda mais economia. São notáveis 78/82 cv de potência e 9,6/10,6 kgfm de torque (gasolina/etanol). Ainda que esteja longe da força da versão turbinada (116 cv e 16,8 kgfm), também não deixa a desejar mesmo em uso rodoviário - o teste completo de desempenho será abordado em outra reportagem específica. 

Chevrolet Onix LT 1.0 2020 (teste de consumo)
Exclusividade do Onix entre os 1.0 aspirados, o câmbio de 6 marchas ajuda o motor 1.0 a trabalhar mais folgado em velocidades de cruzeiro 
Chevrolet Onix LT 1.0 2020 (teste de consumo)
Novo motor tem 78/82 cv de potência e 9,6/10,6 kgfm de torque

O funcionamento do tricilíndrico é suave e silencioso, nem de longe lembrando o "berrante" 4-cilindros do Onix Joy (geração anterior). A vibração típica destes motores foi muito bem amenizada pela engenharia da GM, a ponto de notarmos que se trata de um 3-cilindros mais pelo ronquinho característico do que pela trepidação. O câmbio com engates curtos e relações bem escalonadas (não há "buraco" entre elas) ajuda a trabalhar o motor da melhor forma. No caso deste teste, fizemos as mudanças de marcha respeitando o limite de 3 mil rpm nas saídas de pedágio, para interferir o mínimo possível no consumo. Ah, e claro, o ar-condicionado permaneceu desligado durante todo o trajeto.

Chegando ao primeiro destino, a pequena redução no marcador de combustível já dava mostras de que o Onix tem apetite muito comedido. Mas, mesmo esperando que superasse a marca dos 20 km/litro, ele surpreendeu: nada menos que 24,8 km/litro viajando na média de 100 km/h! Para efeito de comparação, em nossos testes anteriores neste mesmo trajeto e método, alcançamos a marca de 22 km/litro com o VW up! 1.0 MPI (aspirado), 20,9 km/litro com o Ford Ka 1.0 (ainda com o câmbio anterior à reestilização) e 20 km/litro com o Kwid. O que torna o feito do GM ainda mais impressionante é ter porte superior aos demais, com 4,16 metros de comprimento e 1.049 kg, além de vir equipado com pneus 185/65 R15 - o subcompacto da Renault, por exemplo, mede 3,68 m, pesa 806 kg e calça pneus 165/70 R14.     

Chevrolet Onix LT 1.0 2020 (teste de consumo)

Ao atingir a meta da primeira fase do teste com uma folga de 4,8 km/litro, será que o Onix superaria os 20 km/litro também a 120 km/h? A regra é a mesma da vinda, porém, a velocidade de cruzeiro maior faz o motor superar a "zona de conforto" das 3.000 rpm, estabilizando por volta de 3.300 rpm em sexta - ainda longe das cerca de 4 mil rpm de up! e Kwid, ou das 3.750 rpm do Ka (todos com 5 marchas). Para manter os 120 km/h (velocidade de nosso teste de consumo padrão), o Onix aspirado não fica tão à vontade, exigindo um pouco mais acelerador e até mesmo reduções para quinta marcha nos aclives. Com isso, o gasto de combustível fatalmente aumenta. De todo modo, não há quase intromissão de ruído ou vibração do motor na cabine, mostrando a enorme evolução do Onix em relação à primeira geração. 

Velocidade Combustível gasto Consumo médio Custo por km (ANP)
a 100 km/h 4,2 litros 24,8 km/litro R$ 0,16
a 120 km/h 5,7 litros 18,4 km/litro R$ 0,22
Total: 9,9 litros 21,6 km/litro R$ 0,18
Preço gasolina (ANP): R$ 3,99 litro - semana de 19 a 25 de abril de 2020 

Na segunda parada para aferição do consumo, o resultado já não foi tão destacado dos rivais. Com 18,3 km/litro, o Onix foi o carro flex mais econômico que já testamos até então, mas não conseguiu se manter acima dos 20 km/h e também não abriu tanta distância do segundo colocado, o VW up!, com 18 km/litro cravados. O Ka fez 17,1 e o Kwid 16,4 km/litro, respectivamente, na mesma condição. 

Chevrolet Onix LT 1.0 2020 (teste de consumo)
Abaixo das 3.000 rpm, o motor GM é bem mais econômico...
Chevrolet Onix LT 1.0 2020 (teste de consumo)
...que quando exigido acima disso.
O resultado a 100 km/h foi tão positivo que, na média geral, o Onix fechou o teste com 21,6 km/litro - superando o ex-campeão up!, que cravou exatos 20 km/litro de média. Já na comparação com o Kwid (17,7 km/litro), que o Inmetro diz ser mais econômico, o teste da "vida real" mostrou larga vantagem para o Chevrolet, o que coloca em xeque o método do instituto de aplicar uma fórmula sobre o valor divulgado de fábrica em vez de realmente sair a campo. Na prática, sem contar os híbridos, o Onix 1.0 aspirado é hoje o carro mais econômico do Brasil. Pelo menos até que a gente teste o sedã Onix Plus com esse motor...   
 
Texto, fotos e vídeo: autor
 

Ficha técnica: Chevrolet Onix LT 1.0 2020

MOTOR dianteiro, transversal, três cilindros, 12 válvulas, 999 cm3, comando duplo variável, flex
POTÊNCIA/TORQUE 78/82 cv a 6.400; 9,6/10,6 kgfm a 4.100 rpm
TRANSMISSÃO câmbio manual de 6 marchas, tração dianteira
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira, eixo de torção na traseira
RODAS E PNEUS  aço aro 15" com pneus 185/65 R15
FREIOS discos ventilados na dianteira e tambor na traseira, com ABS
PESO 1.049 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.163 mm, largura 1.746 mm, altura 1.476 mm, entre-eixos 2.551 mm
CAPACIDADES tanque 44 litros; porta-malas 275 litros
PREÇO R$ 53.650

Galeria: Chevrolet Onix LT 1.0 2020 (teste de consumo)