Experimentamos as três versões do descapotável mais acessível do Brasil

Sozinho em seu segmento, a linha MINI Cooper Cabrio 2019 chega às lojas com as mesmas novidades lançadas na linha cupê no começo do ano. Boa notícia são as ofertas de dois motores e novo câmbio automatizado de dupla embreagem com sete marchas.

O que é?

Versão renovado, o MINI Cooper Cabrio tem mundanças pontuais no visual. Na dianteira, há novo conjunto óptico com faróis Full LED enquanto na traseira as lanternas, também em LED, adotam desenho que remete à Union Jack, a bandeira do Reino Unido. Por dentro, há um novo posicionamento dos comandos do sistema de som, nova central multimídia e possibilidade de personalização da iluminação.

MINI Cooper Cabrio 2019

Agora são três versões oferecidas no mercado brasileiro. A primeira é batizada apenas de MINI Cooper Cabrio e vem que equipada com o novo motor 1.5 3-cilindros turbo que entrega 136 cv de potência (entre 4.400 e 6.000 rpm) e 22,4 kgfm de torque (entre 1.250 e 4.300 rpm). Este motor é associado ao também novo câmbio automatizado de dupla embreagem de sete marchas.

Entre os principais itens de série, traz ar-condicionado automático digital dual-zone, volante esportivo multifuncional revestido com couro, rodas de liga leve Cosmos Spoke, de 17 polegadas e calçadas com pneus Runflat; bancos dianteiros esportivos, sensor de estacionamento traseiro; e controle de cruzeiro com função freio; pacote de iluminação nas maçanetas, luzes de ambiência e a projeção do logo da MINI no piso; Pacote Connected Media com Chamada de Emergência Inteligente, MINI Connected, Serviços de ConnectedDrive, Serviços Remotos e Teleservices.

MINI Cooper Cabrio 2019

Versão intermediária é a Cooper Cabrio S impulsionada pelo motor 2.0 Twin Power Turbo de quatro cilindros que gera 192 cv (entre 5.000 e 6.000 rpm) e 28,5 kgfm (entre 1.350 e 4.600 rpm) também associado ao câmbio de dupla embreagem.

Nela, o modelo traz rodas com desenho exclusivo, faróis adaptativos de LED matricial, Head-Up Display, interface Bluetooth Hands Free, tela multimídia sensível ao toque de 8,8 polegadas, sensor de estacionamento com câmera de ré e sistema de áudio Hi-Fi Harman/Kardon, superfícies internas iluminadas em MINI Yours Piano Black e possibilidade de incluir o sistema de navegação MINI com RTTI (informação de trânsito em tempo real) e Apple CarPlay.

Mais apimentada e topo e gama, a versão John Cooper Works Cabrio tem o mesmo motor 2.0, mas com potência de 231 cv (de 5200 a 6.200 rpm) e 32,6 kgfm (de 1.250 a 4.800 rpm). Especificamente nesta configuração, o câmbio é um automático Steptronic com conversor de torque de 8 marchas.

A lista de itens de série contempla novas rodas de 17 polegadas, controle de cruzeiro com função de freio, faixas esportivas John Cooper Works no capô e volante John Cooper Works revestido com couro.

Como anda?

Tivemos um rápido contato com as três versões numa viagem que partiu da capital paulista até o litoral Norte. Em ambiente majoritariamente rodoviário, a configuração de entrada mostrou boa disposição do motor 1.5 3-cilindros. É um motor que oferece boas respostas, que aliado ao câmbio de dupla embreagem, entregam bom desempenho para quem quer curtir um passeio tranquilo e mais confortável. Prova disso é o acerto da suspensão mais voltada para o conforto, capaz de filtrar bem as imperfeições das ruas brasileiras.

MINI Cooper Cabrio 2019

A coisa fica bem mais interessante a bordo do Cooper Cabrio S. Os 192 cv gerados pelo motor 2.0 Twin Power Turbo é suficiente para garantir desempenho capaz de abrir o seu sorriso na medida que pisa no acelerador. Embora equipado com rodas de 17 polegadas e pneus runflat, possui o melhor acerto de suspensão, sendo mais firme que o de entrada, mas ainda assim confortável. É o tipo de carro que você pode tranquilamente utilizar no dia a dia e aproveitar todo feeling de um carro esportivo numa pista, por exemplo. Destaque para o casamento preciso do motor e câmbio, com trocas rápidas e quase que imperceptíveis. O que o torna ainda mais interessante é a possibilidade de selecionar o modo de condução, deixando-o mais manso no modo Eco a mais nervosinho no modo Sport, que inclusive pode ser configurado para alterar apenas o conjunto mecânico ou "conjunto mecânico + chassi e suspensão".

No John Cooper Works, a palavra é desempenho. Os 231 cv respondem imediatamente ao comando do acelerador, com direito a solavancos nas trocas de marcha do câmbio de 8 marchas. É divertido, sem dúvidas, e capaz de entregar velocidades alemãs em menos de 7 segundos. O problema é o reflexo disso na suspensão. É a mais dura de todas, e mesmo alterando no modo de condução, não alivia. É do tipo que você sente a faixa pintada no chão e bate seco ao passar em um buraco. Por outro lado, o escape entrega um ronco instigante do motor, sempre com aquelas lambidas características de reduções.

No fim das contas, a versão que se mostrou a mais equilibrada é a S. No final, o casamento do motor 2.0 se dá melhor com a transmissão automatizada e o acerto de suspensão atende bem desempenho mais elevado e ainda consegue entregar conforto.

MINI Cooper Cabrio 2019
MINI Cooper Cabrio 2019

Quanto custa?

O MINI Cooper Cabrio não tem concorrentes. Para quem quiser curtir um passeio com o sol na cabeça pode começar desembolsando R$ 146.990 pedidos na versão entrada Cooper. Com mais equipamentos e motor 2.0 de 193 cv, o Cooper Cabri S custa R$ 176.990. No topo da gama, os interessados no desempenho mais visceral da linha terá que pagar R$ 196.990 para colocar na garagem a esportiva John Cooper Works.

Galeria: MINI Cooper Cabrio 2019