A Toyota não está mais sozinha no posto de carro automático mais barato do país. Mas será o Onix melhor que o Etios?

Há pouco menos de um ano, reunimos o então novato Fiat Mobi GSR e o Toyota Etios X num comparativo entre os carros mais baratos do país sem pedal de embreagem. Eles estavam juntos por esse motivo, mas deixamos claro que o pequeno italiano não era um rival à altura do japonês em porte, desempenho e conforto. Agora a Chevrolet parece ter percebido que havia uma oportunidade de negócio, e enfim o Etios vai brigar com alguém do seu tamanho: o Onix em sua nova versão Advantage.

Para ter um Onix automático mais acessível, tabelado a R$ 54.350, a GM pegou a versão LT 1.4 e colocou o acabamento do modelo 1.0, além de retirar alguns itens de comodidade. Vale lembrar que a linha 2018 do hatch foi beneficiada em segurança, com reforços nas laterais e a adoção dos sistemas Isofix e Latch para fixação de cadeirinhas infantis. Mas a Toyota também não ficou parada, e semanas atrás apresentou a linha 2019 do Etios com nova grade dianteira, na cor preta, e o importante acréscimo do controle de estabilidade - já como item de série. A versão 1.3 X com câmbio automático sai por R$ 53.440.

Feitas as apresentações, vamos ao duelo.

Espaço e praticidade

Lançados no Brasil em 2012, Onix e Etios passaram por melhorias de lá para cá, incluindo reestilização e adoção de equipamentos de conforto e segurança. O Chevrolet enfim recebeu fixação Isofix, mas segue sem o terceiro encosto de cabeça traseiro, além de o cinto de segurança do quinto ocupante ser abdominal. O Toyota conta com cintos de três pontos para todos, bem como os encostos de cabeça, além de também ter o Isofix. Mas o Etios continua a dever um simples ajuste dos cintos de segurança dianteiros, além de o limpador único deixar uma parte do para-brisa sem varrer.

Comparativo Onix Advantage x Etios X

O hatch da Toyota oferece bancos maiores e mais confortáveis, sem contar no assoalho traseiro quase plano. Embora tenha o entre-eixos mais curto que o rival, deixa os ocupantes mais bem acomodados, especialmente no banco da frente. Deixa a desejar no porta-malas, um tanto raso, com apenas 240 litros. Peca também pela má localização de alguns comandos, como os retrovisores elétricos e o botão da trava central - que não é acionada automaticamente com o movimento do carro e exige lembrar de fechá-la sob pena de rodar com as portas destravadas.

Por sua vez, o Onix segue com a posição de dirigir um tanto elevada - mesmo com o assento no ajuste mais baixo. Nesta versão, a coluna de direção fixa também não colabora, enquanto os bancos são menores e têm o assento curto, o que cansa depois de um tempo. Em compensação, a aparência interna é melhor que a do Etios e os principais comandos estão mais bem localizados. Já espaço é suficiente para quatro adultos sem apertos e o porta-malas é maior que o do Toyota, com 280 litros.

Comparativo Onix Advantage x Etios X

Um dos antigos problemas do Etios, a má visualização do painel em posição central, foi resolvida com a adoção de um cluster digital, que mesmo nesta versão de entrada vem com tela TFT e computador de bordo. O Onix sempre teve painel parcialmente digital com números grandes e fácil leitura, mas nesta versão não conta com computador de bordo.

Acabamento e equipamentos

Nenhum dos dois esconde o fato de ser um carro de entrada. Há predominância de plásticos rígidos de aspecto simplório e quase nenhuma forração nas portas. O GM sai melhor na foto com desenho do painel mais moderno e botões de melhor aspecto, principalmente os da ventilação. O Toyota tenta disfarçar sua simplicidade com apliques em preto brilhante, mas que ficam empoeirados muito facilmente. Também poderia existir uma coifa na alavanca de câmbio para não deixar o trilho exposto, Em compensação, o tecido dos bancos do Etios é menos áspero que o usado pelo Onix.

Comparativo Onix Advantage x Etios X
Comparativo Onix Advantage x Etios X

Com a estreia do controle de estabilidade no Toyota (o botão de desativá-lo fica à direita do motorista), o Etios X fortalece sua lista de itens de série: ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos nas quatro portas, retrovisores elétricos, travas elétricas e rodas aro 14" fazem parte do pacote. Falta mais sentida é de um equipamento de som, só oferecido como acessório de concessionária.

A Chevrolet também fez algumas concessões no Onix Advantage. Ele não traz, por exemplo, a desejada central multimídia My Link da versão LT, assim como os vidros elétricos traseiros. Ao menos vem de série com rádio e Bluetooth, para não precisar instalar nada após a compra. Possui ainda rodas maiores, aro 15˜, com pneus mais largos (185/65 R15 contra 175/65 R14) e o pacote trivial com ar, direção elétrica e travas/vidros/retrovisores elétricos. A versão Advantage pode ser identificada pelas calotas pintadas de cinza escuro e pelos retrovisores em preto brilhante, além dos logotipos nas laterais.  

Comparativo Onix Advantage x Etios X
Toyota Etios X Plus 1.5 AT

Importante incremento na linha 2018 do Onix foi o reforço na estrutura lateral da carroceria, que apagou a nota zero no teste de impacto do Latin NCAP - agora ele recebeu três estrelas. O Etios obteve 4 estrelas, mas seu teste foi em 2012 e não considerava o impacto lateral. Portanto, seria preciso um novo teste para a confirmação destas 4 estrelas. A chegada do ESP, no entanto, garante boa margem contra o Onix em segurança ativa, uma vez que o Chevrolet segue sem o item - só deverá recebê-lo na próxima geração, prevista para 2020. 

Ao volante

Nada muda na mecânica do Advantage em relação aos Onix mais caros: motor 1.4 8V de 106 cv e 13,9 kgfm com etanol e câmbio automático de 6 marchas. O Etios X tem motor só dele, um 1.3 16V de 98 cv e 13 kgfm, acoplado a uma transmissão automática de 4 marchas - a mesma usada no antigo Corolla. Embora o propulsor Toyota seja mais moderno, com duplo comando, 4 válvulas por cilindro e variação de fase na admissão e escape, o resultado prático é atrapalhado pelo câmbio antigo. O Etios até parte com vontade em primeira marcha, mas perde o pique assim que a segunda entra, pois o giro cai muito (quase 1 mil rpm) entre as trocas devido ao longo espaçamento entre as marchas.

Comparativo Onix Advantage x Etios X

No Onix o motor não tem funcionamento dos mais suaves em alta, mas a boa entrega de torque em baixas rotações e as 6 marchas mais próximas de seu câmbio deixam o hatch surpreendentemente ágil em uso urbano. Como o giro cai menos entre as mudanças, o GM parece sempre mais disposto em saídas e, principalmente, em subidas íngremes. No Etios a caixa fica variando marcha nas ladeiras, pois às vezes a primeira é muito e a segunda é pouco para a situação. Na estrada acontece problema semelhante, pois a quarta é muito longa e o câmbio é obrigado a reduzir para terceira nos aclives para manter o pique.

Nas provas de desempenho, a vantagem do GM ficou explícita: ganhou por 1 segundo na aceleração de 0 a 100 km/h (12,6 contra 13,6 s) e por quase 2 segundos na retomada de 40 a 100 km/h (9,3 contra 11,0 s), o que reflete seu maior fôlego tanto nas arrancadas quanto nas ultrapassagens. Também ajudado pelo câmbio com a sexta marcha, o Onix também foi melhor no consumo rodoviário: 12,5 ante 11,7 km/l do Etios. Na cidade, o motor mais eficiente do Toyota foi um pouco melhor: 8,1 contra 7,9 km/l (sempre com etanol).

Além das mudanças visuais e de conteúdo, Onix e Etios mudaram de comportamento ao longo dos anos. O GM tinha suspensão mais macia e alta, enquanto a direção era pesada (ainda era hidráulica). Na reestilização de 2016 a suspensão foi rebaixada em 10 mm e enrijecida, ao passo que a direção ganhou assistência elétrica. Ou seja, o Onix nunca foi tão bom de curva, além de o volante agora ter peso correto e ser mais ágil. Em compensação, ele não consegue trabalhar bem as frequências de um piso ondulado e transmite o pula-pula para os ocupantes.

Comparativo Onix Advantage x Etios X

O Etios também ganhou firmeza na mudança de 2016, favorecendo a estabilidade. Ele parece um pouco mais rígido que o Onix de início, mas rodando mais nota-se que é mais competente no trato com pisos ruins, com melhor absorção dos impactos. Já a direção elétrica é bastante leve, mas inexplicavelmente lenta. São 3,9 voltas de batente a batente, e você ainda tem que virar o volante de volta ao fazer uma curva. Isso compromete a agilidade naqueles desvios rápidos de trânsito, e em nada combina com a suspensão bem acertada em trechos sinuosos. Por fim, mesmo com pneus mais finos, o Etios freou em espaço menor que o Onix, mostrando freios mais eficientes.

Compra e manutenção

Mesmo com a retirada de alguns itens, o Onix Advantage não chegou ao preço do Etios. São R$ 910 de diferença, sendo que a mais que o Etios o Chevrolet só tem o rádio, as rodas 15" e o sistema OnStar. O Toyota contra-ataca com o ESP e os vidros elétricos traseiros. A vantagem do Etios segue nos custos de pós-venda, conforme tabelas abaixo. 

Onix Advantage Preço revisão
10.000 km R$ 220,00
20.000 km R$ 460,00
30.000 km R$ 612,00
Total

R$ 1.292,00

Etios X Preço revisão
10.000 km R$ 232,44
20.000 km R$ 480,00
30.000 km R$ 399,00
Total R$ 1.111,44

Já o seguro ficou muito próximo entre os dois, com R$ 2.350 para o Etios e R$ 2.400 para o Onix - ambos no perfil homem, 35 anos, casado, morador da zona oeste de São Paulo.

Comparativo Onix Advantage x Etios X

Conclusão

Difícil a missão de apontar um vencedor neste comparativo, pois a briga foi bastante equilibrada. O Etios ainda soa como melhor negócio pelo lado racional. Custa um pouco menos para comprar e manter, além de trazer o ESP. Mas ele tem pontos que incomodam mais, como a velha caixa de 4 marchas e a direção lerda. O Onix é um carro de visual mais bacana, tanto por fora quanto por dentro, além de ser mais esperto tanto no desempenho quanto na dirigibilidade, sem contar o porta-malas maior. Se tivesse o ESP, levaria a melhor sem deixar dúvidas.   

Fotos: autor e arquivo Motor1.com   

Fichas técnicas

  Chevrolet Onix Advantage Toyota Etios X AT
MOTOR dianteiro, transversal, 4 cilindros, 8 válvulas, 1.389 cm³, comando simples, flex dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16 válvulas, 1.329 cm3, duplo comando variável, flex
POTÊNCIA/TORQUE 98/106 cv a 6.000 rpm/ 13,0/13,9 kgfm a 4.800 rpm 88/98 cv a 5.600 rpm / 12,5/13,1 kgfm a 4.000 rpm
TRANSMISSÃO automática de 6 marchas, tração dianteira automática de 4 marchas; tração dianteira
SUSPENSÃO

independente McPherson 

dianteira e eixo de torção na traseira

independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira 
RODAS E PNEUS  aço de aro 15" com pneus 185/65 R15 aço de aro 14" com pneus 175/65 R14
FREIOS discos sólidos na dianteira e tambores na traseira, com ABS discos ventilados na dianteira e tambor na traseira, com ABS e ESP
PESO 1.067 kg em ordem de marcha 955 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento de 3.993 mm, largura de 1.705 mm, altura de 1.476 mm e entre-eixos 2.528 mm comprimento 3.777 mm, largura 1.695 mm, altura 1.510 mm, entre-eixos 2.460 mm
CAPACIDADES tanque 54 litros; porta-malas 280 litros tanque 45 litros; porta-malas 270 litros
PREÇO

R$ 54.350

 

R$ 53.440 
MEDIÇÕES MOTOR1 BR (etanol)
    Onix Advantage AT Toyota Etios X AT
Aceleração    
  0 a 60 km/h 5,3 s 5,9 s
  0 a 80 km/h 8,5 s 9,0 s
  0 a 100 km/h

12,6 s

13,6 s
Retomada    
  40 a 100 km/h em D 9,3 s 11,0 s
  80 a 120 km/h em D 9,8 s 12,2 s
Frenagem    
  100 km/h a 0

43,8 m

39,6 m
  80 km/h a 0 27,1 m 25,2 m
  60 km/h a 0 15,0 m 14,2 m
Consumo    
  Ciclo cidade 7,9 km/l 8,1 km/l
  Ciclo estrada 12,5 km/l 11,7 km/l

Comparativo Onix Advantage x Etios X