O sedã elétrico alemão tem mais potência, enquanto o esportivo inglês é uma tonelada mais leve. Quem ganha?

Para fazer jus à lenda que envolve o nome Senna, a McLaren fez de tudo para que o esportivo fosse digno não só do batismo, como também para fazer parte da linha Ultimate Series. É uma máquina extremamente rápida, feita para marcar tempos de volta muito baixos nos circuitos pelo mundo.

Mas, três anos depois de seu lançamento, o McLaren Senna ainda está no topo da cadeia alimentar? Diversos competidores surgiram desde então, desafiando sua supremacia, e um deles é o Porsche Taycan Turbo S, o mais poderoso da linha totalmente elétrica da marca alemã.

Galeria: McLaren Senna

O Porsche Taycan não é nada fraco. Seus motores elétricos podem produzir um total de 761 cv e insanos 107 kgfm de torque instantâneo. Só tem um problema: o Taycan é significantemente mais pesado por causa do conjunto de baterias, com cerca de 1 tonelada a mais do que o Senna. Dito isso, o Taycan ainda tem uma aceleração de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos.

Porém, o Senna diz que faz o mesmo tempo acelerando até 100 km/h. Com 800 cv e 81,6 kgfm, não estamos surpresos que, no papel, seja tão rápido quanto o Taycan, compensando os números de desempenho menores com sua leveza. Mas, e se colocarmos os dois lado a lado para uma arrancada?

No topo da página você pode ver o vídeo do canal Shmee, que levou o Senna e o Taycan para fazer este tira-teima e, se você ainda não assistiu, vamos dar um spoiler: tem um vencedor bem claro. Apesar do asfalto estar úmido, os dois supercarros mostraram uma performance insana, ainda que em uma corrida em linha reta.

Foram feitas três corridas e o vencedor foi o mesmo nos três casos, com o Senna levando o caneco. Isso mostra que a diferença de peso afeta muito o desempenho de um carro esportivo, mesmo levando em conta outros fatores como potência e tração. Mas, temos que lembrar que os dois carros tem propostas diferentes. O Senna é um modelo para as pistas, enquanto o Taycan é um sedã elétrico para usar no dia a dia. Ainda assim, é impressionante ver os dois andando tão perto um do outro.