Esportiva tem novo visual, motor melhorado e mais tecnologia. Porém, por enquanto é só para o mercado japonês

A Honda apresentou a nova geração da CBR600RR, sua moto esportiva de média cilindrada, que começa a ser vendida no Japão e, até o momento, será vendida apenas por lá. Ela chegará às lojas a partir do dia 25 de setembro.

A mudança mais óbvia para o modelo é visual, embora tenha recebido diversas alterações mais sutis na mecânica. A nova Honda CBR600RR adotou um pouco do estilo usado nos modelos de corrida para deixar a carenagem mais aerodinâmica, principalmente com a adição de um par de winglets. A Honda diz que a nova geração da moto agora tem o menor arrasto aerodinâmico do segmento.

Galeria: Honda CBR600RR 2021

Na parte visual, a moto parece mais agressiva com seus faróis em LED bem estreitos. Buscando a sua herança das pistas, a nova CBR600RR utiliza cores inspiradas na clássica pintura da Honda Racing Corporation (HRC). Já no tamanho, a esportiva parece não ter mudado tanto em comparação ao modelo anterior. A mudança mais importante está no peso, que passou de 186 kg para 194 kg.

O motor em si não mudou fisicamente. Ainda é um bloco de quarto cilindros em linha de 599cc, mas que agora entrega 121 cv a 14.000 rpm e 6,5 kgfm de torque máximo a 11.500 rpm, ao invés dos 102 cv. Agora é equipada por acelerador eletrônico (throttle-by-wire), que aumenta a precisão do aceleração, assim como uma embreagem assistida. Os clientes ainda poderão comprar a moto com transmissão quick shifter (que elimina o uso da embreagem) como opcional.

Honda CBR600RR 2021
Honda CBR600RR 2021

Para melhorar o desempenho, os engenheiros mudaram os materiais usados em alguns componentes, como os comandos de válvula e árvore de manivelas, também aumentando a durabilidade. Atrás do para-brisa está um display TFT colorido que permite que o condutor navegue sobre os novos modos de condução. Por fim, a esportiva vem equipada com freios ABS e controle de tração de série.

Fotos: divulgação