Subcompacto passa a ter apenas duas configurações, sempre com o velho 1.0 Fire de 75 cv

A Fiat ainda tenta encontrar a melhor forma de oferecer Mobi e Uno sem que um acabe com as vendas do outro. A nova tentativa da fabricante é reduzir a linha do Fiat Mobi 2020, retirando as versões com o motor 1.0 Firefly de três cilindros, passando a vendê-lo em duas configurações somente com o velho 1.0 Fire EVO de 75 cv. Desta forma, ele custa R$ 34.990 na versão Easy e R$ 41.190 na variante Like.

Em nota, a Fiat justifica a mudança dizendo que “trata-se de uma nova configuração da gama Mobi, otimizada pela demanda de mercado”. A alteração apenas eliminou as versões com o 1.0 6V Firefly de três cilindros, que gera 77 cv a 6.250 rpm e 10,9 kgfm a 3.250 rpm. Isso inclui a variante aventureira Way. Ele já havia perdido a versão com o câmbio automatizado GSR no início do ano.

Galeria: Fiat Mobi Easy

O cliente que escolher o carro mais barato da Fiat irá encontrar o Mobi na versão Easy, por R$ 34.990, com uma lista de equipamentos bem simplória. Tem direção hidráulica, sinalização de frenagem de emergência, faróis com máscara negra, Isofix e rodas de aço de 13” com calotas. Oferece dois opcionais: o Kit Funcional custa R$ 2.240 e adiciona limpador e desembaçador traseiro, vidros elétricos dianteiros com função one-touch, travas elétricas nas quatro portas, e pré-disposição para rádio; o outro opcional é desembaçador com ar quente, que custa R$ 690.

A opção mais cara é o Mobi Like. Ele custa R$ 41.190 e adiciona ar-condicionado, banco traseiro rebatível, computador de bordo, roda de aço de 14” com calotas, vidros elétricos dianteiros com função one-touch e travas elétricas nas quatro portas. Opcionais começam pelo Kit Visibilidade, por R$ 620 e com mesmos itens da versão Easy. Há também o Kit Connect, que traz rádio com função Bluetooth e volante multifuncional, por R$ 1.620. O terceiro opcional é o Kit Comfort, que custa R$ 680 e adiciona faróis de neblina, comando interno para abertura do porta-malas e tanque de combustível, retrovisores e maçanetas na cor do veículo e cintos de segurança dianteiros com regulagem de altura. Por fim, há o Kit Cross, que aposta em um visual diferenciado com pintura bicolor, adesivos no capô e laterais e calotas escurecidas, custando R$ 990.

Sem o 1.0 Firefly, o Fiat Mobi passa a ser vendido somente com o 1.0 Fire EVO de 75 cv a 6.250 rpm e 9,9 kgfm a 3.850 rpm, sempre com o câmbio manual de 5 marchas. A versão automatizada GSR já saiu de linha há dois meses. Quem quiser um carro da Fiat com o 1.0 mais moderno terá que passar para o Uno Drive, que custa R$ 46.840.