Ele leva 8,9 segundos para chegar aos 200 km/h

A geração 992 do Porsche 911 começa a receber as versões mais nervosas. A bola da vez é o novo Porsche 911 Turbo S, disponível tanto na carroceria coupé quanto na conversível, com números impressionantes de potência, torque e aceleração. Mantendo sempre a arquitetura de motor traseiro, o 911 Turbo S adota um novo 3.8 boxer, com 6 cilindros e dois turbos. 

O "nine-eleven" Turbo S estreia uma nova versão do motor 3.8 biturbo. Revisado, chegou aos 650 cv (70 cv a mais que o anterior) e 81,6 kgfm de torque (5,1 kgfm a mais) com turbos maiores e captação de ar em quatro pontos, inclusive dos para-lamas traseiros. Com o câmbio PDK de 8 marchas e tração integral, o supersportivo chega aos 100 km/h em apenas 2,7 segundos e aos 200 km/h em 8,9 segundos - a velocidade máxima é de 330 km/h.

A base do novo 911 já é primorosa, mas a do 911 Turbo S fica ainda melhor. A carroceria é 45 mm mais larga na dianteira e 20 mm na traseira, vestindo pneus 255/35 20" na frente e 315/30 R21 atrás. Com isso, o controle da carroceria já é superior, mas o sistema de suspensão adaptativo da Porsche (PASM) é de uma nova geração, ainda mais afinada e com altura de rodagem 10 mm mais baixa.

Galeria: Porsche 911 Turbo S 2020

O visual do 911 Turbo S se difere com as entradas de ar maiores no para-choque dianteiro e uma asa traseira que garante 15% a mais de downforce, além de um spoiler dianteiro móvel e as entradas de ar nos para-lamas traseiros. No interior, o acabamento traz couro e fibra de carbono ou o que o cliente quiser, por meio do pacote de personalização da Porsche, que permite configurar desde a cor exterior até o acabamento interno e acessórios.