Baseado em modelo chinês, SUV médio deve custar entre R$ 110 mil e R$ 130 mil

A Ford confirmou oficialmente que venderá o inédito Territory no Brasil e na Argentina em 2020. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (7) por Lyle Waters, Presidente da Ford América do Sul, durante evento realizado em São Paulo. Baseado no modelo chinês Yusheng S330, o crossover chegará importado inicialmente da China. Existe a possibilidade de ser produzido na Argentina num segundo momento, mas essa decisão ainda não está confirmada.

O lançamento do novo Ford Territory começará no Rock in Rio, com uma nova apresentação ao público da versão final. Motorizações e preços ainda não foram divulgados, com estimativa de custar entre R$ 110 mil e R$ 130 mil, concorrendo diretamente com o Jeep Compass.

Galeria: Ford Territory

O Ford Territory foi apresentado pela primeira vez em outubro de 2018, antes de fazer sua estreia pública no Salão do Automóvel de São Paulo em novembro passado. De acordo com o executivo, o novo SUV teve excelente receptividade no Salão do Automóvel, primeira ocasião que foi mostrado ao público brasileiro. “O Territory é o começo do futuro da Ford na América Latina”, destaca Waters.

"Nós queremos ser a empresa mais conectada na região", explica Rogélio Goldfarb, vice-presidente de comunicado da Ford América do Sul. Embora tenha destacado que terá os mais avançados sistemas de conectividade e tecnologia, o executivo não deu detalhes sobre versões e faixa de preços.

O plano é que o Territory venha como a opção logo acima do EcoSport, para quem quer um SUV maior, mas sem superar os R$ 130 mil. Assim, brigará na faixa inicial dos crossovers médios, com concorrentes como o Jeep Compass e o futuro Volkswagen Tarek. Mais acima ficará o novo Escape, SUV do Focus, que terá um posicionamento mais premium, acima dos R$ 150 mil.

'

O Territory tem porte bem superior ao do EcoSport, medindo 4,58 metros de comprimento, 1,93 m de largura, 1,67 m de altura e 2,71 m de entre-eixos. Como comparação, o Compass tem 4,41 m de comprimento e 2,63 m de entre-eixos. A Ford ainda não confirmou qual será a motorização do SUV no Brasil. Na China, é equipado com motor 1.5 turbo de 145 cv e câmbio automático de 6 marchas – um propulsor da Mitsubishi, licenciado para uso da Jiangling.

Ford Territory
Ford Territory - China

Já que não comenta sobre a motorização, a fabricante prefere destacar que o Ford Territory será um carro bem equipado, com equipamentos como carregamento de celular por indução, central multimídia e painel de instrumentos digital (ambos com tela de 10"). 

Um dos itens que estará presente são as câmeras 360 graus, que através de um sistema gera uma visão do carro de cima. Também terá conexão de internet, via modem, que permitirá o uso de uma série de aplicativos, como o FORD Pass, que conhecemos durante a CES, e também um outro aplicativo que estará integrado com a redes de assistência que possibilitará até mesmo a compra de peças. Outra novidade confirmada será o Apple CarPlay com conexão via wireless.

Com informações de Fábio Trindade

Galeria: Ford Territory - Salão do Automóvel