Design incorpora nova filosofia da marca na dianteira e interior adota mais itens de tecnologia

À venda no mercado internacional desde 2015, a atual geração do Audi Q7 já denunciava a necessidade de mudanças no visual para acompanhar as movimentações da concorrência. Rivais como Mercedes-Benz GLE e BMW X5 foram recentemente renovados e agora, no lançamento da linha 2020, a marca de Ingolstadt anuncia a chegada do modelo com atualizações no visual. A solução foi a mesma adotada nos modelos mais novos da empresa, com destaque para a inspiração no topo-de-linha Q8 em detalhes da dianteira e no novo desenho do painel (que ficou mais tecnológico e refinado).

Galeria: Audi Q7 2020

Na dianteira, a chamada grade Singleframe incorpora filetes verticais cromados e abertura mais ampla, exatamente como nos SUVs Q3, Q8 e E-Tron. Os faróis foram ligeiramente remodelados e agora oferecem iluminação do tipo Matrix como opcional, ao passo que o capô adota vincos mais bem definidos e o para-choque recebe entradas de ar maiores. Nas laterais, as rodas foram redesenhadas e os revestimentos plásticos que cobrem as caixas-de-roda e a base das portas agora vêm na cor cinza, em contraste com a pintura da carroceria. Por fim, a traseira recebeu lanternas com desenho mais estilizado e novo arranjo interno de iluminação, filete horizontal cromado e para-choque com saídas de ar mais destacadas.

Por dentro, o painel completamente redesenhado incorpora um novo layout digital com duas telas sensíveis ao toque. O antigo visor flutuante do sistema de entretimento foi descontinuado e deu lugar a uma tela central embutida no próprio painel, que acompanha um console central todo reformulado. No quesito tecnologia, há ainda o sistema de navegação MMI com Audi Connect, que opera desde informações de tráfego até conexão com o assistente de voz Alexa, da Amazon. Além disso, a marca confirma que um dispositivo de comunicação entre carros e semáforos será lançado posteriormente, porém apenas em cidades selecionadas que ofereçam infra-estrutura para tal.

Audi Q7 2020

Sob o capô, clientes do mercado europeu poderão escolher entre dois motores turbodiesel e um a gasolina - todos equipados com sistema híbrido-leve de 48 volts. Dados de potência e consumo, no entanto, ainda não foram revelados. As vendas serão iniciadas em meados de setembro.

Fotos: Audi