Principal sucesso da marca no Brasil, gama vai elevar padrão para brigar no andar de cima

O novo Hyundai HB20 2020 está chegando. Diferente do que havia sido cogitado, a nova gama é tratada pela montadora como uma nova geração e trará, além do visual remodelado, modificação completa no interior, entre-eixos maior, itens de segurança inéditos no segmento e, conforme Motor1.com havia adiantado, o esperado motor 1.0 turbo com injeção direta. Fomos até o QG da marca na Coreia do Sul para conhecer, em primeira mão, todos os detalhes do hatch, sedã e da versão aventureira.

Hyundai Saga Concept

Plataforma

A Hyundai trabalha o conceito de plataforma diferente de outras montadoras. Por este motivo, tomou como base a atual utilizada pelo HB20 e aplicou uma série de modificações importantes. Em conversa com o engenheiro-chefe do projeto, ele detalhou que a plataforma elevou o nível de uso de aços de alta e ultra-alta resistência de 19% para 30%. Os pontos de fixação da carroceria também foram modificados, o peso foi reduzido e a rigidez, ampliada. Além disso, também recebeu um aumento no entre-eixos de 30 mm nos três modelos.

Motores

O novo HB20 2020 chegará equipado somente com motores 1.0 de 3 cilindros. A versão de entrada manterá o atual propulsor que entrega até 80 cv de potência, mas com novo sistema de injeção de combustível que dispensa o tanquinho de gasolina da partida a frio. Ele será sempre associado ao câmbio manual de 5 marchas.

Turbo GDI

Novidade importante é o novo motor 1.0 TGDI, ou seja, estamos falando do esperado 1.0 Turbo de 3 cilindros com injeção direta de combustível. Sua potência será de 120 cv e o torque de 17,5 kgfm entregue a partir de 1.750 rpm quando abastecido com etanol. O motor turbo será oferecido com a transmissão automática de 6 marchas. A versão manual para este propulsor também terá 6 velocidades, mas ainda não está confirmada a sua oferta para o Brasil. 

Itens exclusivos no segmento

Segurança ativa e passiva são apostas para da Hyundai para diferenciar o novo HB20 no segmento. A marca confirmou que oferecerá os sistemas de controle de tração e estabilidade em toda a gama. O modelo também contará com o assistente de partida em rampa (HAC) e alerta de frenagem de emergência (ESS). Pela primeira vez no segmento, o novo HB20 ganhará o FCA (front collision assist), ou assistente de colisão frontal com função ativa de frenagem. Outra novidade é o alerta de saída da faixa de rolamento, mas sem intervenção no volante. O máximo de quatro airbags também permanece no catálogo. A montadora não especificou em quais versões estes itens estarão disponíveis, reservando a definição para época do lançamento - que acontecerá entre outubro e novembro.

Revolução no interior

Praticamente todos os defeitos da geração anterior foram resolvidos. A começar pelos novos bancos, com apoio maior nas laterais e pelo ajuste de altura, agora por alavanca. Sim, a roldana sai de cena e dá lugar a um ajuste mais tradicional que permite elevar bastante a posição de dirigir. O volante, também novo, conta com ajuste de altura e profundidade, e ganhará paddle-shifts nas versões de topo. O sistema de direção anunciado é o elétrico com ajuste variável, mas a Hyundai não deixou claro se vale para toda a linha.

Novo Hyundai HB20 2020

Todo o painel é novo. Com desenho de traços horizontais, ganha uma nova tela multimídia de 8 polegadas no estilo flutuante com Apple CarPlay e Android Auto integrados. Logo abaixo, os botões estão enfileirados na horizontal, formando um conjunto bem mais moderno que o atual. Logo abaixo estão os novos comandos do ar-condicionado. São três botões. À esquerda, está o ajuste velocidade de ventilação, enquanto o da direita ajusta a temperatura. No centro, maior que os dois ao lado, é simulado um botão com uma mini-tela integrada que mostra as configurações atuais do ar (posições de saída e intensidade).

O console mantém o porta-objetos com tampa deslizante. Dentro, uma porta USB para recarga mais rápida de eletrônicos, uma tomada de 12V e outra tomada não especificada. Vale destacar que todos os carros são protótipos e pequenos ajustes devem ser feitos.

O cluster de instrumentos também evolui, curiosamente, pegando carona no sucesso do atual Chevrolet Onix. No HB20, à direita está um conta-giros analógico (com ponteiros) enquanto no restante há uma tela monocromática com velocímetro digital com numerais de tamanho médio, enquanto no lado direito estão as informações do computador de bordo. 

Galeria: Hyundai Saga Concept

Maior em todas as versões

Novidade importante da nova geração do HB20 é o aumento do entre-eixos em 30 mm, ou seja, agora todos medem 2.530 mm. As dimensões externas também foram ampliadas. O hatch cresceu 20 mm no comprimento, passando a 3.940 mm, enquanto a largura saltou para 1.700 mm (20 mm a mais), embora a altura permaneça a mesma. O porta-malas segue com 300 litros.

Já o sedan cresceu um pouco mais. Agora serão 4.260 mm de comprimento, 30 mm maior que a geração anterior, e os mesmos 1.700 mm de largura do hatch (+20 mm). Boa notícia é o aumento do porta-malas para 475 litros (contra 450 do anterior). 

Versão aventureira, o HB20X cresceu mais que o hatch. De comprimento, são 3.970 mm (+30 mm do que o anterior) e largura de 1.740 mm (+30 mm). Assim como a versão normal, o porta-malas segue com 300 litros.

Visual segue os traços do conceito SAGA

No Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, pudemos conhecer, em primeira mão, o visual final do HB20, HB20S e HB20X 2020. Os três possuem elementos antecipados pelo conceito SAGA, mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo (fotos), mas todos possuem personalidade distinta. Ficaram mais sofisticados, com traços mais angulados, e terão luzes de rodagem diurna em LED, faróis em Full LED e lanternas traseiras também em LED.

Hyundai Saga Concept

Nas versões hatch, chama muito a atenção o aplique na coluna C, que lembra o mesmo recurso utilizado no Nissan Kicks, Toyota Yaris e até mesmo no finado Chevrolet Agile. O conceito casou bem com o estilo do hatch, mas ficou melhor ainda na versão aventureira.

Já o novo HB20S vai conquistar pelo visual mais sofisticado. As linhas de integração da carroceria com o terceiro volume seguem a tendência e se apresentam ao estilo sedã-cupê. A caída do teto é mais suave, o que deixou a tampa do porta-malas bem curta. Para contribuir ainda mais com isso, a equipe de Design incluiu uma peça pintada de preço que simula a extensão do vidro traseiro. A traseira, elegante, tem lanternas em LED com desenho horizontal que invadem bastante a tampa do porta-malas. O novo visual remete ao novo Elantra, mas também parece ter um pouco de inspiração no Mercedes Classe A.

Infelizmente não foi permitido fazer fotos dentro do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento.

Por Fábio Trindade, de Namyang, Coreia do Sul

Viagem a convite da Hyundai 

Galeria: Hyundai SAGA EV - Salão de SP 2018