A Peugeot é ideal para o mercado norte-americano, acredita a PSA

Após quase 30 anos de ausência, a Peugeot está realimente decidida a retornar à América do Norte. Em anúncio divulgado nesta semana, o próprio chefão Carlos Tavares confirmou a informação e adiantou que a marca está "mais do que pronta" para voltar a vender carros nos Estados Unidos e no Canadá. O plano é considerado ambicioso e está sendo implementado em várias etapas, começando pela oferta de serviços de mobilidade para entender melhor o gosto dos norte-americanos. Passada essa experiência, a expectativa é que os veículos da marca comecem efetivamente a chegar à região por volta de 2026.

"Nossa decisão de trazer a Peugeot de volta à América do Norte resulta da combinação de vários anos de estudo e pesquisa visando quais marcas do grupo PSA atenderiam melhor às necessidades dos clientes desse mercado", disse Larry Dominique, presidente e CEO da PSA North America. "Estamos adotando uma abordagem pragmática para entrar no mercado norte-americano e estamos confiantes de que, da maior revolução nos 'serviços de mobilidade' atualmente em curso, aos modelos mais fundamentais de varejo, serviços, financiamento e logística - continuaremos a construir nosso plano de soluções cuidadosas e escalonáveis".

Peugeot 3008 BR
2017 Peugeot 5008

"Com mais de 208 anos de história, incluindo duas primeiras vitórias do Indianapolis 500, a aventura internacional da Peugeot continua com novos territórios e novos desafios", comentou Jean-Philippe Imparato, CEO da marca Peugeot. A reestreia na América do Norte marcará o quinto continente explorado comercialmente pela empresa. A PSA diz que avalia a instalação de pontos de vendas em 15 estados norte-americanos e 4 províncias canadenses, além de ter identificado uma parcela considerável de clientes dispostos a comprar carros importados (nicho que representa 62% das vendas no continente).

Fonte: PSA Group, Automotive News