Órgão regulador de valores mobiliários acusa executivo de declarações falsas e enganosas

Considerado um dos executivos mais conhecidos da indústria, o CEO da Tesla, Elon Musk, está sendo processado pelo órgão regulador de valores mobiliários dos Estados Unidos sob acusação de fraude. Segundo informado, Musk publicou no Twitter uma série de declarações "falsas e enganosas" sobre a possibilidade de fechar o capital da montadora elétrica, de modo supostamente enganar investidores. "Ele sabia ou foi negligente em não saber", diz a acusação.

Mais sobre a Tesla

No processo, a Securities and Exchange Commission (SEC) especifica a data de 7 de agosto, quando Musk declarou via rede social a seus mais de 22 milhões de seguidores que poderia deslistar a Tesla por US$ 420 por ação e que tinha "financiamento garantido". Além da acusação de fraude, a SEC se queixa de Musk não ter divulgado devidamente os órgãos reguladores sobre eventos relevantes da empresa.

As declarações geraram muitas polêmicas e fizeram as ações da Tesla cair por várias semanas.

Fotos: Divulgação

Galeria: Tesla Roadster 2020