SUV mais luxuoso do mundo já pode ser encomendado por endinheirados brasileiros

Após abrir as encomendas e anunciar a apresentação do modelo para o Salão do Automóvel, em novembro, agora a Rolls-Royce fez o registro do Cullinan no Brasil. É o que mostra a revista do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), publicada nesta semana (foto abaixo). O preço ainda não foi divulgado, mas deve girar em torno dos R$ 3 milhões. 

Rolls Royce Cullinan BR
Rolls-Royce Cullinan

Construído sobre a chamada "Architecture of Luxury", o Cullinan se mantém fiel à linguagem de design da RR e reúne elementos que remetem ao sedãs Phantom e Ghost. São característicos o desenho dos faróis, o formato da grade, as portas suicidas e a icônica Spirit of Ecstasy (símbolo presente no capô dos carros da marca desde 1911). A carroceria tem formato retilíneo, com caimento acentuado do teto na traseira e lanternas relativamente pequenas para as dimensões do grandalhão de 2.660 kg.

Rolls-Royce Cullinan
Um detalhe interessante, enfatizado pela marca, é o fato de a arquitetura mecânica ser própria. Em outras palavras, a base não vem de carros "mundanos" como o BMW Série 7. Ao todo, são 5,34 metros de comprimento (42 cm a menos que o sedã Phantom), 2,16 m de largura e 1,84 m de altura. No porta-malas, o volume disponível varia entre 600 e 1.930 litros, de acordo com o rebatimento dos bancos e o "módulo de lazer" escolhido. Cada módulo contém uma gaveta eletricamente extensível projetada para guardar equipamentos de esporte ou hobby favorito do proprietário. 
 
No interior, o nível requinte faz jus às expectativas dos fãs da marca. O design do painel e do console dianteiro é muito próximo do que já conhecemos do Phantom. Dependendo da versão, o banco traseiro pode ser substituído por dois assentos individuais, divididos por um console-bar que abriga copos de uísque, taças de champanhe e até uma caixa térmica. Além das portas suicidas, o acesso dos passageiros é facilitado pela suspensão a ar que rebaixa o carro até 40 mm no momento do embarque.
Rolls-Royce Cullinan
 
Rolls-Royce Cullinan

O conforto a bordo é reforçado por um volante aquecido e assentos com aquecimento e ventilação - funções que também chegam aos braços das portas dianteiras e traseiras, aos apoios de braço central dianteiro e traseiro e até à parte inferior da coluna C. Chama a atenção ainda a separação que existe entre os ocupantes e o porta-malas. Segundo a marca, há benefícios acústicos e térmicos, até mesmo quando a tampa do bagageiro estiver aberta.

Rolls-Royce Cullinan
O motor V12 de 6,75 litros entrega 571 cv e 86,6 kgfm de torque, vindo sempre ligado ao câmbio automático de 8 marchas da ZF. O consumo padrão divulgado é de 6,6 km/l. A suspensão a ar funciona com câmaras de ar maiores que as presentes no Phantom e possui amortecedores adaptáveis. Um sistema de câmeras examina o caminho à frente e prepara a suspensão para enfrentar possíveis buracos e imperfeições, priorizando o conforto. Outro destaque são os faróis a laser, que alcançam até 600 metros.

 

Fotos: Divulgação

Galeria: Rolls-Royce Cullinan