Sétima geração será lançada no Brasil em setembro, com motor 1.4 TSI de 150 cv

Enquanto esperamos pelo novo Volkswagen Jetta no Brasil, a sétima geração do sedã médio continua a ser lançada em outros países da América Latina. Depois do Uruguai, agora é a vez da Argentina, que começou a vender o modelo em duas versões a partir de 779.990 pesos, cerca de R$ 102 mil em conversão direta, chegando a 882 mil pesos (R$ 115,7 mil). Por aqui, conforme apurado por Motor1.com, o lançamento será no mês que vem.

Mais sobre o novo Jetta:

 

Na Argentina, o novo Volkswagen Jetta estará disponível em duas versões: Comfortline e Highline, ambas com o motor 1.4 TSI de 150 cv e câmbio automático de 6 marchas. Para os argentinos, isso é uma perda, pois perdeu as variantes com transmissão manual, motor turbodiesel e, assim como aconteceu no Brasil quando o sedã foi nacionalizado, ficou sem o câmbio DSG, substituído pelo automático Tiptronic.

2019 Volkswagen Jetta
2019 Volkswagen Jetta

Isto ajuda a entender como será a lista de equipamentos do Jetta no Brasil. A versão Comfortline vem com seis airbags, Isofix, controle de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial, rodas de liga leve de 16 polegadas, volante multifuncional e central multimídia Discover Media com tela de 8 polegadas. O modelo Highline adiciona rodas de 17 polegadas, faróis dianteiros full-LED, painel de instrumentos digital Active Info Display, acabamento de couro, bancos dianteiros com ajuste elétrico e teto-solar.

Por enquanto, o novo Volkswagen Jetta será vendido somente com o motor 1.4 TSI. A versão 2.0, chamada nos outros países de GLi, ainda não foi lançada. Ela terá o mesmo 2.0 TSI de 230 do Golf GTI, acoplado ao câmbio automático DSG de seis marchas e a apresentação deve acontecer em 2019.

Galeria: Volkswagen Jetta 2019