Terá apenas 40 unidades e, aparentemente, será diferente do Chiron

Os rumores são reais. A Bugatti está mesmo trabalhando em um novo esportivo e parece que não será uma variante do Chiron. A Bugatti fala do Divo, mas em nenhum momento o relaciona com seu último lançamento, que recebeu seu nome em homenagem ao piloto Louis Alexandre Chiron. Isto porque o Bugatti Divo foi batizado com o sobrenome de Albert Divo, piloto francês que venceu a famosa Targa Florio duas vezes na década de 1920. Será um modelo muito limitado, com apenas 40 exemplares e que custará 5 milhões de euros, ou cerca de R$ 22,5 milhões na cotação atual.

 

Por razões óbvias, a Bugatti ainda esconde os detalhes, mas o Divo promete ter materiais leves em sua construção e mais downforce para "melhorar significantemente sua dinâmica." Seu design será um retorno à época de coachbuilding da marca, com linhas pensadas de forma a levar o hipercarro a novos níveis de desempenho.

Leia também:

Isto é tudo o que a Bugatti quis compartilhar no momento. Se acreditarmos nos rumores, o novo Divo será ainda mais leve do que o Chiron Sport e terá uma carroceria mais aerodinâmica, focada mais na aceleração do que velocidade máxima. Assim, supostamente, irá superar o 0 a 100 km/h de 2,5 segundos do Chiron, enquanto a velocidade máxima deve ser reduzida, caindo dos 420 km/h do Chiron para 385 km/h.

A melhora na aceleração é consequência da redução do peso, da carroceria mais esguia e por ganhar uma transmissão mais rápida, utilizada em carros de competição. É apenas uma das diversas mudanças que a Bugatti fez para o Dino. Será interessante ver se as 40 unidades do Dino farão parte do plano de 500 exemplares do Chiron ou se será considerado um modelo à parte. 

A apresentação mundial está marcada para o dia 24 de agosto no The Quail, um encontro de automobilismo na Califórnia.

Fonte: Bugatti