Referência em tecnologia e eficiência, modelo tem vantagens que vão muito além da economia de combustível

APRESENTADO POR TOYOTA

O mundo está em constante transformação, e a Toyota se mostra totalmente conectada às necessidades do consumidor atual - e o de amanhã. Com o Prius, que une um motor a gasolina e outro elétrico, a marca se estabeleceu como a maior fabricante de carros híbridos do planeta. A Toyota já vendeu mais de 11 milhões de veículos híbridos mundo afora, sendo 60% Prius. Sucesso no mercado internacional, o Prius agora também é sucesso no Brasil, como prova o aumento de vendas acima dos 600% ocorrido neste ano. Só em 2017 já foram vendidos mais de 2 mil unidades do híbrido no país. Mas por que cada vez mais gente se interessa pelo Prius? Vamos detalhar a seguir:

1- Tecnologia híbrida

O Toyota Prius é equipado com dois motores: um 1.8 16V a combustão, movido a gasolina, que gera 98 cv de potência e 14,2 kgfm de torque; e um elétrico que entrega 72 cv e 16,6 kgfm, respectivamente. No total, o carro conta com uma potência combinada de 123 cv e, até mais importante, o torque imediato do motor elétrico para garantir agilidade nas acelerações e ultrapassagens. Testes da Toyota no Japão indicam aceleração de 0 a 100 km/h em 11 segundos. 

Toyota Prius Publieditorial

Para o motorista, porém, não há nenhuma preocupação extra por conta dos dois motores - pelo contrário. O sistema eletrônico do Toyota Prius cuida automaticamente do funcionamento dos motores. Em condições de baixa velocidade, no trânsito urbano, o motor elétrico é usado na maioria do tempo. Existe inclusive a tecla EV no painel que habilita somente o motor elétrico. 

Já se o condutor precisar de mais desempenho, basta acelerar que o motor a combustão é acionado imediatamente, deixando a resposta do carro muito mais ágil.  

Ao parar no posto, o Toyota Prius é como um carro comum. Basta abastecer com gasolina. E o motor elétrico? Simples, a bateria dele é carregada pelo próprio motor a combustão. E também aproveita a energia gerada nas frenagens. Ou seja, o Prius não é um carro puramente elétrico. E, portanto, não precisa ser ligado na tomada. 

2 - Eficiência energética

O Toyota Prius está sempre monitorando a forma de conduzir do motorista. Assim, o motor a combustão é usado somente quando há necessidade, ou de desempenho ou de recarga da bateria. Um mostrador digital no painel mostra exatamente o funcionamento do sistema híbrido, indicando qual motor está sendo usado, a carga da bateria ou se os freios regenerativos estão enviando energia para a bateria. 

Toyota Prius Publieditorial

Ao contrário da maioria dos carros, o Toyota Prius fica mais econômico no trânsito. Isso porque, nesta condição, ele roda combinando os motores a combustão e elétrico. No teste do site Motor1.com, o modelo atingiu média de 25,6 km/l na cidade. Na estrada, onde o motor a combustão é mais exigido, ainda assim o consumo impressiona: média de 18,9 km/l. 

Quanto mais você dirige o Toyota Prius, mais você aprende a fazê-lo gastar menos. Uma função do painel digital mostra suas médias de consumo ao longo dos trajetos e até exibe, em dinheiro, quanto você está economizando.     

3 - Projeto híbrido

O nome Prius significa "primeiro", e não à toa. Ele foi o primeiro veículo híbrido do mundo produzido em larga escala. Atualmente na quarta geração, o modelo é construído sobre a plataforma modular TNGA, totalmente projetada para acomodar os dois motores e a bateria da melhor forma possível. Além disso, sua carroceria foi desenhada de forma a oferecer menor arrasto aerodinâmico, conseguindo um Cx de apenas 0,24 (segundo melhor do mundo). 

Toyota Prius Publieditorial

Ou seja, o Toyota Prius foi projetado desde o início para ser um carro híbrido, e não uma adaptação sobre um carro que já existia em versões somente a gasolina, como fazem outros híbridos do mercado. 

O resultado é um carro incrivelmente espaçoso, que inclusive tem o assoalho traseiro praticamente plano, garantindo amplo conforto aos ocupantes. Também agrada pelo amplo porta-malas, de 432 litros.

4 - Condução divertida e sem estresse

 Dirigir um Toyota Prius é uma experiência diferente. Mas, ao contrário do que poderia se esperar de um carro ambientalmente correto, a diversão ao volante é garantida. Em manobras e deslocamentos em baixa velocidade, como no trânsito das grandes cidades, o Prius roda absolutamente em silêncio, proporcionando uma condução relaxada. 

Toyota Prius Publieditorial

 O Toyota Prius oferece quatro modos de condução: ECO, Normal, Power e EV. Neste último, o carro utiliza apenas o motor elétrico. No ECO, favorece ao máximo o uso do motor elétrico para reduzir o consumo. No Power, o sistema prioriza o motor a combustão, enquanto o modo Normal faz a combinação dos dois motores de acordo com a necessidade. Como a entrega de força do motor elétrico é imediata, o Prius responde com rapidez ao comando do acelerador. 

 Além disso, a transmissão automática CVT possui uma alavanca do tipo Joystick, integrada ao painel. Além das tradicionais posições Parking, Driving e Ré, há o modo B de funcionamento, que gera freio-motor. Pode ser usado em descidas de serra ou mesmo antes das curvas.     

5- Sustentabilidade

 O uso do motor elétrico em grande parte dos trajetos urbanos, onde a velocidade é quase sempre inferior a 40 km/h, faz do Toyota Prius um carro ambientalmente responsável, com emissão de CO2 40% menor do que um similar somente a combustão.

Toyota Prius Publieditorial

 Além disso, a ausência de ruído e baixo consumo de combustível fazem do Toyota Prius uma solução sustentável para as cidades. 

6 - Pacote de benefícios

Por conta de sua baixa emissão, o Toyota Prius obteve uma série de vantagens, como, por exemplo, a isenção do rodízio municipal na cidade de São Paulo e o desconto no IPVA, de acordo com o Estado.

Toyota Prius Publieditorial

Entre os principais equipamentos de série, o Prius oferece sistema de som premium da JBL, head-up display (que reproduz no para-brisas as principais informações do painel), carregador de celular por indução (sem fio) e ar condicionado digital de duas zonas que detecta quantas pessoas estão no carro.    

A Toyota oferece a compra facilitada para o Prius pelo Ciclo Toyota, que garante valor de recompra de até 85% da tabela FIPE. O veículo tem três anos de garantia, sendo que o sistema híbrido – composto pela bateria híbrida, sua unidade de controle, a unidade de controle de gerenciamento de energia e o motor elétrico - conta com garantia estendida de oito anos, para deixar o proprietário livre de preocupações. Já o custo de manutenção e seguro são similares aos do Corolla. Por isso tudo que o Prius tem tudo para ser seu primeiro híbrido.

Fotos: divulgação

 

Gallery: Toyota Prius Publieditorial