Outras notícias são o possível fim dos modelos AMG V12, mas o motor deve continuar na linha Maybach.

Por R$ 318.900, o Mercedes-AMG A45 é a maneira mais barata de colocar as mãos no volante de um modelo 0km da AMG, mas isso irá mudar com a chegada da nova geração do Classe A. Rumores sobre uma versão abaixo do A45 vem circulando pela internet há um tempo e finalmente temos a confirmação, feita por ninguém menos que Tobias Moers, o homem que manda na divisão AMG da Mercedes.

Em uma entrevista para a revista Top Gear, durante o Salão de Los Angeles, o chefe da AMG admitiu que vê "uma grande oportunidade para o A35" e ele o descreve como sendo o "irmão menor do A45". Ele não deu muitos detalhes sobre quanto irá custar, mas a lógica nos diz que será consideravelmente mais em conta do que o A45 e, ao mesmo tempo, mais caro do que a versão A250 Sport, vendido por R$ 210.900.

O novo hot hatch da AMG finalmente fará a ligação entre os dois modelos que citamos, que são separados por nada menos que 163 cv. Como o novo A45 chegará aos 400 cv, o A35 pode passar dos 300 cv para brigar com o Volkswagen Golf R. Saberemos a potência exata do motor 2.0 apenas no início do ano que vem, já que o A35 deve ser apresentado junto com o novo Classe A ou, no máximo, pouco depois. Já o A45 ficará só para 2019.

Durante a mesma entrevista, Moers deu uma dica nada sutil de que os carros da Mercedes-AMG deve abandonar os motores V12: "O mercado do V12 mudou e eu acho que podemos dizer que acabou. "Nós não precisamos de um carro de luxo desses na nossa linha AMG, então essa pode ser a última geração do Classe S V12 AMG." Mas não fique triste, pois o propulsor de doze cilindros deve seguir nos modelos da linha Maybach, para aqueles que querem ter um carro equipado com o motor 6.0 biturbo.

Fonte: Top Gear

Novo Mercedes-Benz Classe A sem camuflagem