Teste instrumentado Citroën C4 Lounge 2019 - Correndo por fora

Para a Citroën, o grande lançamento de 2018 será o C4 Cactus, seu primeiro SUV para entrar na disputada categoria dos utilitários compactos. Mas ela precisava dar atenção para seu sedã médio, o C4 Lounge. Lançado em 2013, ele vinha observando de longe as atualizações da concorrência, formada por Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet Cruze, apenas para ficar entre os principais. Para a linha 2019, um facelift externo e interno lhe trouxe certo frescor, enquanto as versões foram rearranjadas. Depois de conhecer o sedã renovado na Argentina, onde é produzido, agora foi a vez de colocá-lo em situações do dia a dia para ver se, mesmo passando dos R$ 100 mil nesta versão Shine, ainda consegue ser boa compra diante dos oponentes. 

Leia também:

O que é?

O C4 Lounge é basicamente o mesmo carro que estreou em 2013. Para a linha 2019, a maior diferença está na dianteira. Os faróis agregaram elementos cromados que se estendem até a grade fontal e formam a logomarca da Citroën no centro. Na versão Shine, a iluminação é totalmente feita por LEDs, tanto nos faróis baixo e alto quanto nas seta e luzes diurnas. Se por um lado é um sistema bem eficiente, por outro abandonou os faróis direcionais pré-re...