Outra figurinha carimbada entre os mais vendidos do mundo, o Civic perdeu fôlego, recuando 16,3% em comparação a 2019. Os motivos são bem variados, com o fim da oferta do sedã em alguns mercados como o japonês e a expectativa pela nova geração, que já foi apresentada na forma conceitual e que estreia ainda no 1º semestre deste ano.