Picape com motor 2.0 turbodiesel e câmbio automático de 9 marchas custa R$ 165.990

A Fiat Toro é um caso de sucesso a ser estudado. A picape inaugurou um segmento que chamou a atenção da concorrência o suficiente para diversas começarem o projeto de suas futuras concorrentes. Volkswagen, Ford, Chevrolet e até a Hyundai já demonstraram interesse neste segmento de picapes compactas.

A Fiat Toro Ranch 2020 é a versão topo de linha da picape. Apesar da construção em monobloco, traz elementos das picapes médias, como os estribos laterais, santantonio e detalhes cromados para atrair quem busca uma picape completa, mas não quer gastar mais de R$ 200 mil, como na Chevrolet S10, Toyota Hilux e Ford Ranger. Sob o capô, o motor 2.0 turbodiesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque ligado ao câmbio automático de 9 marchas e sistema de tração integral automático. 

Assista nossa avaliação da Fiat Toro Ranch 2020

Na lista de equipamentos da picape de R$ 165.990, bancos em couro marrom, interior com acabamento em preto, assistente de descida, painel de instrumentos com tela de 7", sistema multimídia com espelhamento de smartphones via Apple CarPlay e Android Auto, piloto automático, ar-condicionado de duas zonas, rodas de 18", controles de tração e estabilidade, banco do motorista elétrico, engate traseiro removível, luz diurna em LEDs, chave presencial para abertura de portas e partida e outros itens.

Galeria: Fiat Toro 2020

Apesar do preço, uma das falhas é a presença apenas dos airbags duplos, com a oferta de mais bolsas nem como opcionais. Na caçamba, capacidade para 1 tonelada ou 820 litros com a sua característica em duas partes. 

Em nossos testes, a Fiat Toro 2.0 turbodiesel automática acelerou de 0 a 100 km/h em 11,2 segundos, com consumo de 9,5 km/l na cidade e 15,0 km/l na estrada. A base é a mesma dos Jeep Compass e Renegade, inclusive com produção em Goiana (PE), dividindo diversos componentes com seus irmãos de plataforma principalmente no interior.