Câmbio de 10 marchas, controle de largada, modo burnout...isso te lembra alguém?

Até o começo deste ano, a vida do Chevrolet Camaro no Brasil era tranquila. Único muscle car vendido oficialmente no país, dominou a garagem de quem procurava um esportivo tipicamente americano, com motorzão V8 aspirado. Mas o arquirrival Ford Mustang chegou trazendo mais potência, câmbio de 10 marchas, controle de largada e até modo burnout, para fritar os pneus traseiros sem dó, além de custar menos. 

Com a estreia do Mustang por aqui, o Camaro praticamente sumiu do ranking de vendas (foram apenas 58 emplacados até outubro, contra 895 unidades do Ford), mas a resposta vem agora. A Chevrolet preparava terreno para a chegada da linha 2019 do seu muscle car, com a reestilização de meio ciclo da sexta geração e...novo câmbio de 10 marchas, controle de largada e até modo burnout, para fritar os pneus traseiros sem dó. É praticamente o "efeito Mustang". 

 O que é?

Apresentado em abril nos Estados Unidos, o visual do Camaro SS 2019 dividiu opiniões. Afastando-se dos seus antecessores, mostra a nova assinatura de design da GM, com uma grade maior e novos faróis com assinatura das luzes diurnas em LEDs. Na traseira, as lanternas ficaram maiores e o acabamento fumê tirou o vermelho da peça. As rodas de 20" são novas também, com acabamento acetinado no cupê e preto brilhante no conversível. A solução da gravata dianteira, vazada, melhora a entrada de ar para o arrefecimento. 

Chevrolet Camaro SS 2018 (BR)

Por dentro, as mudanças são tímidas, mas de efeito. O MyLink entra em sua terceira geração, estreando no Camaro, com uma interface mais limpa, mais fácil de usar e com novas funções como, por exemplo, o controle do ar-condicionado pela tela. Mais acima, o retrovisor interno recebe uma câmera que, como no Bolt, ajuda na visualização da traseira - algo importante em um design com janelas estreitas. Se você gosta de luzes, agora são 24 opções de cores nos LEDs internos, que também podem variar conforme o modo de condução selecionado. 

Chevrolet Camaro SS 2018 (BR)

O câmbio automático também é novo, agora com 10 marchas. "É o mesmo do Mustang?", você me pergunta. Em partes, eu respondo. Para começo de conversa, o desenvolvimento desta caixa foi em parceria com a Ford, mas a produção é feita na casa de cada um. A programação do software é também de responsabilidade de cada uma das marcas, o que foi bom para o Camaro e respondo o motivo mais abaixo. Ganhou ainda o controle de largada e o modo burnout. 

Como anda?

O Camaro manteve a mesma base, sem mudanças no acerto de suspensão ou direção, ou no motor V8 6.2 de 461 cv e 62,9 kgfm de torque. Então, a maior "curiosidade" era sobre o novo câmbio. Cheguei ao autódromo da Fazenda Capuava torcendo para o Camaro não ter perdido sua pegada mais esportiva. No Mustang, esta caixa faz trocas rápidas, mas "trepadas" demais uma na outra, passando a sensação de quase ser um CVT. No comparativo que fizemos neste ano, o Chevrolet se revelou mais brutal que o oponente. 

A pista da Capuava não é o melhor habitat para o Camaro. Além de grande, ele tem muita potência para o travado circuito, curto demais para avaliar um câmbio de 10 marchas. Se por um lado a sexta geração do Camaro confirma que está na mão nas curvas, mesmo nas mais fechadas, por outro o máximo de marcha que consegui engatar foi a quinta, já que a reta principal tinha uma chicane no meio para segurar os ânimos antes da primeira curva. 

Chevrolet Camaro SS 2018 (BR)
Chevrolet Camaro SS 2018 (BR)

Mesmo assim, o Camaro rendeu uma boa surpresa. Diferentemente do Mustang, as trocas ainda são mais responsivas, fortes, como um esportivo deve ser. Poderia apenas ser mais permissivo nas reduções feitas pelas borboletas do volante. Quando entra a marcha pedida, já é tarde e as tomadas de curva ficam prejudicadas. Segundo a Chevrolet, a diferença do novo câmbio aparece em velocidades de cruzeiro e conduções mais tranquilas, como em uma estrada. Isso teremos que esperar um teste completo para comprovar e, claro, compará-lo ao Mustang mais uma vez. Desde já, porém, posso dizer que a GM poderia ter trabalhado melhor o ronco do seu muscle car, abafado demais um "V8tão".

Quanto custa?

A Chevrolet diz que o primeiro lote de Camaro 2019 para o público está a caminho do Brasil. Entre o fim de janeiro e o começo de fevereiro, o esportivo desembarca por aqui e, aí sim, teremos o preço oficial. Mas é de esperar algo ainda acima dos R$ 315.900 do Mustang, já que hoje o GM custa R$ 315 mil na variante cupê e R$ 350 mil na conversível. 

Chevrolet Camaro SS 2018 (BR)

As primeiras impressões do Camaro 2019 são boas. Ele não perdeu a alma esportiva que tanto o faz bem, mesmo com o novo câmbio. A briga deve esquentar no ano que vem...

Fotos: divulgação

 Ficha Técnica - Chevrolet Camaro SS 2019

MOTOR dianteiro, longitudinal, oito cilindros em "V", 16 válvulas, 6.162 cm³, comando único no bloco com variador, injeção direta, gasolina
POTÊNCIA/TORQUE

461 cv a 6.000 rpm / 62,9 kgfm a 4.400 rpm

TRANSMISSÃO câmbio automático com 10 marchas, tração traseira
SUSPENSÃO independente, McPherson, na dianteira e independente, multilink, na traseira
RODAS E PNEUS rodas de 20", 245/40 R20 (D) e 275/35 R20 (T)
FREIOS discos ventilados na dianteira e traseira, pinças Brembo com 4 pistões 
PESO 1.672 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.782 mm, largura 1.897 mm, altura 1.348 mm, entre-eixos 2.812 mm
CAPACIDADES porta-malas 208 litros, tanque 72 litros
PREÇO  Apenas em janeiro/2019

Galeria: Chevrolet Camaro SS 2018 (BR)