Toyota aposta em pacote completo e nada de opcionais para atrair famílias jovens

A Toyota tem muito prestígio no Brasil. Prova disso é a liderança inabalável do Corolla, mesmo depois da chegada da nova geração do seu arquirrival Honda Civic. Até mesmo o Etios, que sofreu duras críticas em sua chegada, recebeu melhorias e conseguiu seu lugar no mercado. Com o Yaris, a Toyota entra no segmento de compactos "premium" para ampliar sua presença no Brasil. Mas será que o novo modelo conseguirá pegar carona no sucesso do irmão maior? Andamos com a versão top de linha para contar para vocês o que esperar, ou não, do novo Yaris.

O que é?

Posicionado entre a linha Etios e Corolla, o Yaris chega nas versões hatch e sedã já disparando suas armas contra modelos como Honda Fit e City, Fiat Argo e Cronos, e Volkswagen Polo e Virtus. A seu favor pesa a tradição da Toyota em ser “boa de mercado”, com elevado nível de satisfação no pós-venda e no valor de revenda. Em versões atualizadas em relação ao Etios, os motores são 1.3 de 101 cv e 12,9 kgfm e 1.5 com 110 cv e 14,9 kgfm, ambos com bloco e cabeçote de alumínio e duplo comando de válvulas variável. O câmbio manual de 6 marchas também é emprestado do Etios, enquanto a transmissão automática vem de cima, é a CVT do Corolla.

Toyota Yaris Sedan XLS 2019

Não há como falar do visual do Yaris sem lembrar dos irmãos. Neste quesito, o Yaris tende mais para o Corolla, com linhas bem resolvidas. A dianteira tem desenho moderno com traços harmônicos e contínuos. Os faróis, bem espichados, se integram à  grade dianteira. O mesmo vale para a lateral e seus traços mais suaves que devem demorar a cansar. Na traseira, hatch e sedã apostam em lanternas horizontais que invadem a tampa do porta-malas. No hatch, o toque de personalidade está no aplique em preto brilhante na coluna C. Já o sedã tem estilo próprio e ficou melhor que o Etios Sedan, sem remeter ao Corolla.

Toyota Yaris Sedan XLS 2019
Toyota Yaris Sedan XLS 2019

Com entre-eixos de 2.550 mm, os dois oferecem bom espaço para as pernas dos ocupantes traseiros, com o benefício do túnel central bem baixo. Curiosamente, o hatch acomoda melhor ocupantes de estatura mais alta por conta do desenho do teto (a curvatura do teto de sedã rouba um pouco de espaço). Ainda falando em espaço, o hatch tem porta-malas de 310 litros, enquanto o sedã leva 473 litros. O tanque de combustível é pequeno, com 45 litros. O que joga contra nos dois é a falta de cuidado com o acabamento no porta-malas, pois há apenas um carpete fino (solto) sobre uma proteção de madeira para cobrir o estepe.

Como anda?

Ao entrar na cabine, surpresa positiva. Embora tudo seja feito de plástico rígido, o desenho geral do habitáculo é moderno. É até mais atual que o Corolla. O painel de instrumentos com fundo azul possui uma tela colorida no lado direito com diversas informações, incluindo velocímetro digital. O acabamento em preto brilhante espalhado pela cabine tenta dar um toque mais sofisticado, em contraste com brilho excessivo dos plásticos e do material simples demais utilizado no forro do teto. Outro ponto que joga contra é o fato do volante despencar ao destravá-lo para fazer a regulagem, apenas em altura. Comparado ao Honda City, a impressão é de que o espaço para motorista e passageiro é menor, assim como o console central e o porta-objetos são mais estreitos.

No evento de lançamento, tivemos acesso somente ao Yaris Sedan XLS, a versão topo de gama. Nela, ao sentar no banco do motorista, que permite regulagem de altura, basta acionar o botão para dar partida no motor. Há também ar-condicionado digital, bancos em couro, uma nova central multimídia com tela de 7 polegadas, câmbio CVT e o mesmo volante do Corolla. A visibilidade geral é boa, com ergonomia acertada nos principais comandos (vidros e ajustes elétricos dos retrovisores).

Toyota Yaris Sedan XLS 2019

O trajeto do test-drive foi relativamente curto, cerca de 100 quilômetros, com grande parte em rodovia e vias expressas. Ao volante, o Yaris se sai melhor na cidade do que na estrada. A suspensão tem acerto mais macio, porém, bate seca ao passar em buracos, mesmo com batente hidráulico na dianteira. Equipado com o motor 1.5, o Yaris tem boa agilidade no trânsito urbano graças ao excelente câmbio CVT. O grande segredo deste câmbio, que agrada bastante no Corolla, é o fato de utilizar corrente de aço e ter curso fixo, enquanto a variação é feita pelo dimensionamento de abertura das polias com acionamento elétrico (isso explica as trocas de marchas praticamente idênticas ao de um câmbio automático convencional). No entanto, ainda mantém o ruído elevado comum dos CVTs quando se pisa fundo no acelerador.

Toyota Yaris Sedan XLS 2019

Na estrada, os 110 cv ditam um ritmo aceitável de condução. O CVT também ajuda a manter um ritmo, digamos, mais econômico. Rodando a 100 km/h, por exemplo, a rotação fica próxima a 2.000 rpm, o que garante ruído baixo e consumo contido. A direção elétrica tem peso adequado ao ganhar velocidade, mas a suspensão carece de um pouco mais de firmeza, pois a carroceria inclina mais do que o desejado ao entrar mais rápido em curvas. A explicação está no fato de a suspensão ter sido elevada em 13 mm na comparação com o projeto global do Yaris, além do acerto para conforto. 

Dentre os concorrentes, espere do Yaris desempenho muito semelhante ao do Honda City. O motor 1.5, também aspirado e atrelado ao CVT, está na mesma faixa de potência.

Quanto custa?

Desde a versão de entrada, o Yaris tem uma lista generosa de itens de série - a Toyota optou por não oferecer opcionais. Todas as versões vêm com direção elétrica, ar-condicionado, travas e vidros elétricos nas quatro portas, computador de bordo, comandos no volante, descansa-braço dianteiro, controle de estabilidade (VSC), tração (TRC) e assistente de partida em rampa (HAC), faróis com regulagem elétrica, faróis de neblina, retrovisor interno eletrocrômico, rodas de liga leve de 15” calçadas com pneus são 185/60, além dos obrigatórios airbag duplo dianteiro e freios com ABS e EBD.

No Yaris XL com câmbio CVT, há ainda controle de velocidade de cruzeiro e função Eco Driving do computador de bordo. Na XL Plus Tech, adiciona descansa-braço traseiro, detalhes internos na cor prata, ar-condicionado automático e digital, chave inteligente presencial, Smart Entry e sistema de partida sem chave tipo Start Button, banco traseiro rebatido 40/60 na versão hatch e central multimídia com tela de 7” sensível ao toque com funções de rádio AM/FM, MP3, entrada USB, conexão auxiliar Bluetooth com espelhamento de aplicativos (navegador Tom Tom para sistemas operacionais IOS e Android e Waze para sistema IOS).

Toyota Yaris Sedan XLS 2019

A versão XS adiciona couro no volante, manopla do câmbio, bancos e revestimento das portas, grade com detalhes cromados, roda de liga leve de 15” Dual Tone (preto e prata), retrovisor externo com rebatimento elétrico, câmera de ré, tapetes em carpete e computador de bordo com tela de 4.2” e tecnologia TFT.

Topo de linha, a versão XLS traz ainda teto solar, sensor de chuva, maçanetas cromadas, faróis do tipo projetor com lâmpadas halógenas, lanternas em LED e 7 airbags, adicionando dois laterais, dois de cortina e um de joelhos para o motorista, além dos frontais obrigatórios.

Vale a pena? Falando do sedã, a vida do Toyota Yaris seria muito mais fácil se não existissem Volkswagen Virtus e Fiat Cronos, os dois atuais líderes de venda do segmento. O modelo alemão tem o motor turbo e o painel digital como itens exclusivos. O italiano tem visual acertado e o melhor acabamento do segmento. A impressão é que o Yaris irá brigar mesmo é com o outro japonês da turma, o Honda City. Mesmo porte, powertrain semelhante e mesma "etiqueta" de qualidade no pós-venda e valor de revenda. A receita preparada pela Toyota é de quem quer conquistar terreno: rechear com muitos equipamentos de série e cobrar menos do que o principal rival. A atitude é agressiva e deve atrair consumidores que encontrarão no Yaris as mesmas credenciais de sucesso do Corolla. Ou quem ainda não consegue chegar no andar de cima. 

Ficha Técnica - Toyota Yaris Sedan XLS 2019

MOTOR dianteiro, transversal, quatro cilindros, 1.496 cm3, 16 válvulas, comando duplo variável, flex
POTÊNCIA/TORQUE

105/110 cv a 5.600 rpm; Torque: 14,3/14,9 kgfm a 4.750 rpm

TRANSMISSÃO câmbio automático CVT (7 marchas simuladas); tração dianteira
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira com barra estabilizadora
RODAS E PNEUS liga-leve aro 15" com pneus 185/60 R15
FREIOS discos sólidos na dianteira e tambores na traseira, com ABS
PESO 1.150 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.425 mm, largura 1.730 mm, altura 1.490 mm, entre-eixos 2.550 mm
CAPACIDADES tanque 45 litros, porta-malas 473 litros
PREÇO  R$ 79.990

Tabela de Preços Toyota Yaris 2019

Modelo Versão Preço público sugerido
Yaris Hatch XL 1.3L 16V manual R$ 59.590
XL 1.3L 16V CVT R$ 65.590
XL Plus Tech 1.3L 16V CVT R$ 69.590
XS 1.5L 16V CVT R$ 74.590
XLS 1.5L 16V CVT R$ 77.590
Yaris Sedan XL 1.5L 16V manual R$ 63.990
XL 1.5L 16V CVT R$ 68.690
XL Plus Tech 1.5L 16V CVT R$ 73.990
XS 1.5L 16V CVT R$ 76.990
XLS 1.5L 16V CVT R$ 79.990

Toyota Yaris Sedan XLS 2019 (Brasil)