Hatch acelerou de 0 a 100 km/h abaixo dos 10 segundos e reduziu em mais de 1 segundo o tempo das retomadas

Promessa é dívida! Então vamos cumprir com o que prometemos a você, caro leitor. Na publicação do comparativo do novo VW Polo contra Fiat Argo, Honda Fit e Peugeot 208, ficamos devendo o teste do Volkswagen com etanol. Por uma questão de "timing" da reportagem, decidimos publicar a matéria com o Polo testado com gasolina, como veio da fábrica. Depois, esgotamos o tanque e realizamos novamente nossas medições com etanol, para que ficasse mais comparável aos números dos demais concorrentes. 

O Polo TSI é equipado com motor 1.0 de 3 cilindros com turbo e injeção direta. Rende 128 cv de potência com etanol e 116 cv com gasolina, sendo que o torque de 20,4 kgfm é o mesmo com os dois combustíveis, segundo a VW. Pelo menos em teoria, esperávamos que os números do hatch fossem apenas um pouco melhores com o combustível vegetal. Mas o que vimos, na prática, foi uma boa vantagem quando comparado ao combustível fóssil. 

A aceleração de 0 a 100 km/h, por exemplo, baixou de 10,7 para 9,7 segundos - ampliando, assim, a distância do Polo para o segundo colocado na prova, o Argo 1.8, com 11,2 s. Já as retomadas, que com gasolina tinham sido apenas um pouco melhores que as do Fiat com etanol, agora foram bem mais contundentes. O tempo de 40 a 100 km/h foi de 8,4 s para 7,3 s, enquanto a medição de 80 a 120 km/h passou de 7,9 s para 6,9 s. Ou seja, ampliou sobremaneira a vantagem do Polo sobre os rivais. 

Já quanto ao consumo, os resultados foram bons na cidade, mas nem tanto na estrada. Em circuito urbano, o Polo registrou 8,5 km/l de etanol, número que lhe deu a vitória no consumo urbano por boa margem. Mas, com 12,1 km/l na estrada, o VW apenas empatou com o Fiat e ficou atrás do Honda, que registrou 12,5 km/l - méritos do seu câmbio CVT variável em cima dos automáticos tradicionais de 6 marchas de Polo e Argo. 

Com o novo teste do Polo, o comparativo já se encontra atualizado. Se você já leu, aproveite para conferir como ficou a tabela das medições com etanol. Se ainda não leu, está esperando o quê? Confira clicando aqui!    

Fotos: Motor1.com